Romero comemorando um de seus gols com a camisa corintiana. Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Romero comemorando um de seus gols com a camisa corintiana. Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

“Doutor, eu não me engano, o paraguaio é melhor que o peruano…”. Este grito, com enorme tom de sarcasmo, foi entoado pela torcida corintiana no longínquo ano de 2016, exatamente no dia 3 de julho, quando o Timão venceu o Flamengo na ainda Arena Corinthians pelo placar de 4 a 0. 

Naquele dia, Guerrero, o peruano que “traiu” o Alvinegro e foi para o Fla, teve que ver o paraguaio Romero marcar metade dos tentos da goleada corintiana para cima do Rubro-Negro. Por isso que a torcida fez tal brincadeira com atacante que foi o herói do Mundial de 2012. 

E eu digo que o grito foi entoado em tom de sarcasmo pela torcida corintiana porque Ángel Romero sempre foi tratado no Parque São Jorge como um jogador “folclórico”. O popular “muita raça e pouca bola"

Eram outros tempos, claro. Período em que Andrés Sanchez ainda fazia malabarismos financeiros para contratar bons jogadores para o ataque corintiano. Então é evidente que Romero realmente sofria com fortíssima concorrência naquela época. 

Pois ontem, como o mundo dá muitas e muitas voltas, o corintiano que assistiu à vitória do Paraguai para cima da Bolívia, pelo placar de 3 a 1 (com dois gols de Romero), deve ter pensado: “Rapaz, que saudade do raçudo paraguaio”.

Hoje, em um ataque que tem como seu principal nome Gustavo Mosquito (com todo respeito ao jogador), Romero seria, sem sombra de dúvidas, a grande estrela do time de Sylvinho.

E algum corintiano ainda pode argumentar dizendo coisas do tipo “ah, mas ele que não aceitou o salário oferecido pelo clube para renovar em 2019”. Pois é, e meses depois o próprio Corinthians ofereceu R$ 650 mil mensais a Luan, que muito pouco ou quase nada entrega em campo. Ou seja, era completamente possível chegar a um acordo com o paraguaio que “dava a vida” pelo Timão. 

E vale ressaltar que Romero, tratado como um juvenil qualquer pela diretoria, é o estrangeiro com mais jogos pelo Corinthians (222) e é ainda o jogador com mais gols na hoje Neo Química Arena (27). 

O paraguaio é mais um para a lista de ídolos maltratados pelo Corinthians... 

 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa