Emprestado ao Al Duhail, do Catar, atacante terá seu futuro definido até o próximo sábado (15). Foto: Cesar Greco

Emprestado ao Al Duhail, do Catar, atacante terá seu futuro definido até o próximo sábado (15). Foto: Cesar Greco

No próximo sábado (15) chega ao fim o prazo que o Al Duhail, do Catar, tem para confirmar ou não a compra em definitivo do atacante do Dudu, emprestado pelo Palmeiras. Se o clube do Oriente Médio não se manifestar até a data estabelecida em contrato, o ídolo alviverde volta ao Allianz Parque e fica à disposição de Abel Ferreira.

Se quiser ficar com Dudu, o Al Duhail precisa desembolsar 6 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões) à vista. A direção alviverde não abre mão do valor integral e de receber em parcela única.

A questão que surge a partir disso, então, é: se o clube do Catar não efetuar a compra, Dudu tem espaço no time do Palmeiras hoje?

Dudu chegou ao Verdão em janeiro de 2015, no fatídico episódio do “chapéu” que o então executivo palmeirense, Alexandre Mattos, aplicou nos rivais Corinthians e São Paulo. Em sua trajetória que o colocou no status de ídolo do torcedor, Dudu jogou na maior parte do tempo aberto pelos lados do campo, normalmente pela esquerda, em esquemas que contavam majoritariamente com três atacantes. O atacante chegou a atuar como armador da equipe nos tempos em que foi treinador por Marcelo Oliveira, e até como homem mais avançado do ataque em momentos específicos.

Com a chegada de Abel Ferreira em 2020, o Palmeiras alcançou o título da Libertadores e da Copa do Brasil ainda utilizando um trio de atacantes. Sempre presentes, Rony e Luiz Adriano foram acompanhados por Wesley, Gabriel Veron, Willian.

Na temporada 2021, porém, o treinador português mudou o jeito de a equipe jogar. Aplicando um pouco mais de suas ideias no time, Abel passou a montar o Palmeiras num esquema com apenas dois atacantes. Com isso, Rony e Luiz Adriano se firmaram como uma belíssima dupla de ataque, especialmente com o ex-atacante do Athletico-PR se destacando.

Dono da camisa 7, uma vez vestida por Dudu, Rony vive um momento especial. Até aqui são cinco gols e três assistências em nove jogos disputados na temporada 2021. Isso sem contar o excelente desempenho na reta final de 2020, quando foi um dos principais destaques do time na conquista da Libertadores.

Diante desse cenário, num eventual volta, onde Dudu entraria no time?

Tirar Rony do time nesse momento é inviável. O atacante é hoje o melhor jogador da equipe e só na Libertadores tem quatro gols anotados. O técnico português poderia sacar Luiz Adriano e montar o atacante com os dois jogadores de velocidade – tanto Dudu quanto Rony já atuaram mais avançados, e nesse caso poderiam se revezar entre os lados e o comando de ataque –, porém o centroavante cumpre importante papel não só nas finalizações, mas também na armação das jogadas.

Abel poderia, então, experimentar Dudu jogando mais recuado, na função de armador, mas isso exigiria abrir mão de Raphael Veiga, mais um atleta que cresceu muito nos últimos meses e que se tornou referência no meio de campo alviverde.

Se Dudu de fato retornar ao Palmeiras, Abel Ferreira terá um problema e tanto. Qualidade o atacante tem, é claro. Mas encaixa-lo na equipe nesse momento não é simples. A saída mais óbvia seria modifica o esquema tático, sair do 3-5-2 e voltar ao 4-3-3. Mas ainda assim há problemas: tanto Rony quanto Dudu preferem e rendem mais jogando pelo lado esquerdo do ataque.

É difícil acredita que, voltando ao clube onde é ídolo, Dudu será apenas reserva da equipe. Ao mesmo tempo, mexer na equipe hoje significa modificar um sistema que começou a dar certo nos últimos jogos.

Abel terá um baita “problema” para resolver. Melhor que seja um problema por exceto de qualidade do que falta dela.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa