O técnico falou sobre a atuação da cartolagem alvinegra no ano passado.

O técnico falou sobre a atuação da cartolagem alvinegra no ano passado.

Pressionado após a eliminação no Campeonato Paulista, Mano Menezes sabe da necessidade de contratações e alfinetou a direção ao falar sobre as chances de mercado. Questionado sobre a dificuldade do Corinthians com a falta de recursos, o técnico falou sobre a atuação da cartolagem alvinegra no ano passado.

"Quando se tem R$ 60 milhões, como se teve na temporada passada, fica mais fácil. Quando se gasta muito em uma é mais difícil em outra", disse Mano Menezes, em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o Bahia de Feira de Santana, fora de casa.

A referência do treinador é clara. Em 2013, o Corinthians, então recém-coroado como campeão mundial, gastou R$ 40 milhões em Alexandre Pato e cerca de R$ 20 milhões em Gil e Renato Augusto.

Os investimentos não deram resultado e o clube teve de se contentar com uma eliminação precoce na Libertadores, um Brasileiro modorrento, a queda traumática na Copa do Brasil e os títulos do Paulista e da Recopa como "consolação".

Na gestão de Mano Menezes, o Corinthians contratou menos, sempre com a ajuda de investidores, e ainda fez uma reformulação no elenco já existente. Agora, o clube fala em R$ 4 milhões disponíveis para contratações e o técnico quer um zagueiro, laterais e atacantes.

"Estou tranquilo, acho que elas [contratações] vão acontecer a contento", tentou tranquilizar Mano Menezes à rádio Globo.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa