Com Gallardo no comando, River disputará sua terceira final de Libertadores (Foto: River Plate/Divulgação)

Com Gallardo no comando, River disputará sua terceira final de Libertadores (Foto: River Plate/Divulgação)

Marcelo Gallardo já é o treinador mais vitorioso da história do River Plate, talvez seja o maior comandante que a equipe argentina já teve em todos os tempos, mas nada disso diminuiu a sede de vitória de “El Muñeco” a frente dos Milionários.

Após segurar o Boca Juniors em plena Bombonera, na noite desta terça-feira (22), o River Plate se garantiu na 14ª final da Era Gallardo.

O ex-meia revelado no clube assumiu o comando técnico da equipe principal do River em 2014, dois anos depois do retorno dos Milionário a primeira divisão do futebol argentino -  o River Plate foi rebaixado para a segunda divisão em 2011, conseguindo o acesso no ano seguinte – e de lá pra cá não parou de ganhar. Após tempos difíceis e um período de quase vinte anos sem sequer chegar a uma final de Taça Libertadores da América, o River de Gallardo levantou duas vezes o troféu mais importante do continente e alcançou sua terceira final da competição.

Antes de Gallardo ser treinador da equipe, a última vez em que o River Plate alcançou a final e se tornou campeão da Libertadores foi em 1996 – quando Marcelo ainda era jogador do clube. De 2014 pra cá, os Milionários foram à duas finais (2015 e 2018), sagrando-se campeão em ambas.

Além das três finais da principal competição continental (somando a edição de 2019 da Libertadores), Gallardo levou o River até outras 11 decisões, conquistando uma Copa Sul-Americana, três Recopas Sul-Americanas, uma Copa Suruga, duas Copas Argentinas, uma Supercopa Argentina e uma Supercopa Euroamericana.

Outro ponto pesa a favor de Gallardo como um verdadeiro mito na história do River Plate: o retrospecto diante do maior rival, especialmente em mata-mata. Sempre que o River de Gallardo cruzou com o Boca Junios numa fase eliminatória, os Milionários levaram a melhor e eliminaram os arquirrivais.

Um título, porém, ainda falta para “El Muñeco” conquistar no comando da equipe do Monumental de Nuñes. Nos seus pouco mais de cinco anos à frente do River, Gallardo ainda não conquistou o campeonato argentino. O sucesso, especialmente internacional, porém, colocou o ex-jogador como o treinador com maior número de títulos da história do clube. Não por acaso, Gallardo recebe o maior salário entre treinador na América do Sul e já foi especulado algumas vezes para assumir o comando da seleção argentina.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa