Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Em vídeo divulgado pelo Bahia na última segunda-feira (21), Índio Ramírez, além de se defender das acusações de racismo feitas por Gerson, do Flamengo, disse também que tinha sido chamado de “gringo de m...” por Bruno Henrique.

Em sua participação no programa “Seleção SporTV”, Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-presidente jurídico do Flamengo, disse que se o atacante for acusado por xenofobia, o clube irá defendê-lo.

"O Flamengo não tem uma posição sobre a suposta xenofobia do Bruno Henrique. Está muito no campo da especulação. Acho que é mais um desejo do Bahia de ver uma situação que não tem a ver com xenofobia como xenofobia. `Gringo´, `gringo louco´, já conheci várias pessoas com esse apelido e ninguém se ofendeu. É dizer que a pessoa é estrangeira", disse Dunshee.

"A gente não entende essa questão como uma disputa com o Bahia. A gente reconhece o trabalho deles contra o racismo, reconhecemos que o presidente do Bahia tomou decisões acertadas até agora. Mas se eles quiserem descambar para esse lado de ofensa do Bruno Henrique a alguém, o Flamengo vai defender seu atleta, mas a preocupação é muito pequena", completou o dirigente.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa