Filipe Luis deseja força a Neymar para enfrentar lesão

Filipe Luis deseja força a Neymar para enfrentar lesão

Danilo Lavieri, Marcel Rizzo e Pedro Lopes
Do UOL, em Porto Alegre

Enfrentando uma acusação de estupro, Neymar foi cortado da seleção brasileira que disputa a Copa América após uma lesão no tornozelo, durante o amistoso da última quarta-feira, diante do Qatar. A decisão gerou alívio na cúpula da CBF, que já se preocupava com a interferência do caso policial na seleção e possíveis repercussões em sua própria imagem.

O UOL Esporte apurou que as circustâncias do corte foram consideradas boas, com a contusão poupando a todos os envolvidos de uma decisão que poderia se tornar inevitável com o avanço das investigações.

O alívio, segundo pessoas ligadas à diretoria da confederação, acontece com a saída da seleção brasileira dos holofotes policiais. Existia preocupação de desgaste de imagem com patrocinadores, além da clara interferência no ambiente da equipe que disputa a Copa América.

Entre os jogadores, o termômetro foi outro. Diversas pessoas próximas a diferentes nomes do elenco da seleção relatam tristeza e surpresa com o corte de Neymar. O apoio ao atacante é unânime entre atletas - se alguém não acredita na sua versão, não se manifestou.

Os jogadores não acreditam em redução da pressão com a ausência do principal jogador: pelo contrário, temem a volta na narrativa de dependência caso a seleção encontre dificuldades nos primeiros jogos pela Copa América.

A perda do craque foi um baque para o elenco, repleto de amigos pessoais. Como único ponto positivo, estava a possibilidade de que o assunto policial se afastasse do dia a dia da seleção, algo que, até agora, não aconteceu.

Se, por um lado, a coletiva do volante Arthur ontem teve mais perguntas sobre futebol, por outro, o assunto Neymar inevitavelmente surgiu. A resposta foi direcionada a Najila Trindade, que acusa o jogador. O volante saiu em defesa do amigo próximo e em um ataque direto disse que a mulher só queria ganhar destaque nas redes sociais.

"Foram esclarecidos os fatos, mentira tem perna curta, o bem sempre vence o mal e vai vencer aqui também. Era isso que ela queria, mídia, essa badalação toda, e ela conseguiu. A gente sabe que as notícias polêmicas têm mais audiência. Quanto menos a gente dar importância para isso, melhor para todos. Ela queria ganhar seguidores no Instagram".

Com a investigação ainda em estágio inicial, dificilmente terá sido a última pergunta sobre o assunto. Neymar - ou a ausência dele - permanecerá em pauta durante a Copa América, dentro e fora de campo.

A seleção brasileira enfrenta Honduras, neste domingo, no Beira-Rio, em Porto Alegre. A estreia na Copa América será no dia 14 de junho, diante da Bolívia, no Morumbi.

Foto: Reprodução/Instagram

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    42
  • 2 Pal
    39
  • 3 San
    37
  • 4 Int
    33
  • 5 Cor
    32
  • Veja tabela completa