Treinador do Palmeiras lamentou detalhes que tiraram o título da equipe. Foto: Cesar Greco

Treinador do Palmeiras lamentou detalhes que tiraram o título da equipe. Foto: Cesar Greco

Três dias após perder a Supercopa do Brasil nos pênaltis para o Flamengo, o Palmeiras voltou ao estádio Mané Garrincha e, mais uma vez, acabou derrotado nas penalidades para o Defensa Y Justicia, pela Recopa Sul-Americana. Após o segundo vice em menos de uma semana, o treinador do Verdão assumiu a responsabilidade.

Em coletiva após a partida, Abel Ferreira destacou que a vitória esteve muito perto para sua equipe e lamentou as falhas da equipe que acabaram custando o título.

“Infelizmente o jogo teve de ser realizado aqui, preferia que fosse na nossa casa, no Allianz. Por circunstâncias alheias a nós, infelizmente não era aqui que deveríamos ter disputado a final, mas sim em nossa casa. E sobre o jogo, do outro lado há uma equipe de qualidade, intensa, argentina, mas podemos estar aqui a dar as desculpas que quiser. O que fica é o resultado, é o que conta. Tivemos pouco menos de um minuto de levantar a taça e não fomos capazes de conseguir, por um arremate a 40 metros da baliza que levou ao prolongamento. Tivemos uma expulsão no jogo, estes são fatores que determinam o desenrolar do jogo. Tivemos um pênalti para sair na frente, mas o futebol é isso. E no futebol, ainda mais no Brasil, temos de encontrar culpados e o culpado sou eu”, afirmou o treinador alviverde.

Abel ainda criticou o gramado do estádio Mané Garrincha e destacou que, assim como na Supercopa do Brasil, detalhes tiraram a taça do Verdão.

“No primeiro tempo, criamos mais oportunidades que nosso adversário, podíamos ter feito mais gols. Tentamos da maneira que nós sabemos, um gramado que não estava em boas condições, cheio de buracos, mas para as duas equipes. Foi um jogo muito competitivo, muito equilibrado, e tivemos tudo, como contra o Flamengo, para poder vencer. Nos pênaltis contra o Flamengo tivemos dois pênaltis para poder vencer, hoje tivemos um na prorrogação, então não há sorte ou azar, há detalhes que fazem diferenças”, analisou o português.

Mas o Palmeiras não tem muito tempo para lamentar. O Verdão volta a campo já na próxima sexta-feira (16), para enfrentar o São Paulo, às 22h, no Allianz Parque, pelo Campeonato Paulista.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa