Centroavante argentino acumulou números ruins e não se fixou no Velho Continente. Foto: Instagram/Reprodução

Centroavante argentino acumulou números ruins e não se fixou no Velho Continente. Foto: Instagram/Reprodução

De volta ao São Paulo após quatro anos e meio, o atacante Jonathan Calleri é responsável por uma das relações mais curiosas no Tricolor. O argentino defendeu o clube do Morumbi por seis meses em 2016 e deixou muita saudade. Tanto que seu nome foi constantemente ventilado e pedido no Morumbi, até que o acerto finalmente se deu em 2021.

Se no Tricolor Calleri é quase uma “obsessão” desde que deixou o Morumbi, o argentino não conseguiu se firmar e não deixou saudades no futebol europeu. Em quase cinco anos no Velho continente, o centroavante acumulou números muito ruins.

Desde que deixou o São Paulo em 2016, Calleri rodou por algumas equipes no futebol europeu, sem grande sucesso em nenhuma delas. O argentino defendeu West Ham, Las Palmas, Alavés, Espanyol e Osasuna.

Foram 157 jogos nesse período somando as passagens pelas cinco equipes (122 como titular). Apenas 33 gols marcados nesse período e 10 assistências anotadas. O argentino participou de um gol a cada 252 minutos em campo em sua passagem pela Europa.

Com a camisa tricolor, nos seis meses em que defendeu o São Paulo, Calleri fez 31 jogos e marcou 16 gols. O atacante, contratado na época após passagem pelo boca Juniors, foi um dos destaques da equipe do Morumbi na campanha da Libertadores 2016, quando o time, então comandando por Patón Bauza, chegou até as semifinais da competição, sendo eliminado pelo Atlético Nacional.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa