Homenagem póstuma ao empresário Celso Abrahão, proprietário da Esfiha Juventus e um grande incentivador do Moleque Travesso

Homenagem póstuma ao empresário Celso Abrahão, proprietário da Esfiha Juventus e um grande incentivador do Moleque Travesso

 
 
 
 
ESQUADRÃO ABRAHÃO
 
Rebaixamento ensina. Quando não fica apenas no lamento. Acesso é fruto do mérito. Consequência do trabalho. Débito ou crédito, a vida é presente. Em lembrança do ausente, sigamos em frente. Fiado não rola mais. Nem amanhã. A inflação rediviva e a nova tecnologia mataram a caderneta. O combinado não é caro. É a lei, caiu a cultura do pré-datado. DNA brasileiro. O jeitinho que prospera é ser verdadeiro. Trabalhar para ganhar. Vale na Mooca ou na Síria, oferecer para receber. Cada passo é preciso ser conquistado. Chegadas e partidas. Entrada e saideira. Idas e vindas, a conta sempre chega. O bom não é barato. É exato. Apreço, sim, não tem preço. Divertido, sério, travesso, o Juventus voltou à Série A-2 do Paulista. Ainda não é o seu lugar histórico. Mas nem tudo é à vista. É preciso mais. Ainda que parcelado. Falar em ser campeão brasileiro é utópico. Mesmo a longo prazo. A elite estadual é possível, próximo tópico. Devagar. Um passo por vez. A pressa não ajuda. Levantar é reação. A (in)ação de cair. Faz parte da liberdade de ir e vir. Voltar para ficar. Celso Abrahão fez história. Esfiha Juventus na camisa, eternizado na memória. A volta a Série A-2 do Moleque tem muito a ver com o prêmio. Que, verdade, deu mídia. Antigamente na era do AM-FM, era “Motoradio”, agora, era da Web Rádio Mooca, o melhor em campo leva esfirra. Tudo a seu tempo. A eternidade é feito de reiterados mandatos. Pão, pão, queijo, queijo, somos perecíveis, carne. Prazo? Depois do parto, toda hora pode ser a hora do desencarne. Celso Abrahão se foi. Infarto. Fulminante. Lamentar não é oposto de não aceitar. Não entender faz parte, resignar é arte integrante do acreditar. E seguir adiante. A vida é bonita, é bonita e é bonita. E continua. Antes do Celso, era o seu pai, Tamer. Agora é a sua filha, Larissa. Bela, Larissa. Mezzo árabe, mezzo italiana, terceira geração que tem a cara paulistana. Trabalhadora como a avó, dona Wanda. Da Mooca, bello! Como o Juventus. Ódio eterno ao moderno? Celso não foi um slogan. Apoio material, tradicional, com o romântico amor incondicional. O sucesso futuro não ignora o passado. Celso teve tempo de ensinar a filha sobre isso. Tamer, Celso e Larissa: que belo, time! Que belo, esquadrão! 
 
 
PODCASTIMÃO 42
Vitor Guedes, Teleco e Vessoni comentaram as novidades envolvendo o time do povo: não terá laranja em São Januário, possível jogo do título. E muito mais: até pôster da Matilde Mastrangi... 
 
 
Nesta sexta, o convidado do Timão Universitário foi o jornalista Alex da Matta, repórter da Rádio Coringão e assessor de imprensa da Gaviões da Fiel. O Timão Universitário, parceria entre FAPSP e Rádio Coringão (o time do povo na faculdade do povo), vai ao ar, ao vivo, toda segunda e sexta, das 13h às 14h, na Rádio Coringão (www.radiocoringao.com.br) e é exibido também no canal do programa no Youtube, que é acessado pelo endereço www.fapsp.com.br/timaouniversitario .  Nesta segunda, a convidada é Kátia Bagnarelli, viúva do Doutror Sócrates! 
 
 
 
 

PAIXÃO CORINTHIANA

 
 
COPA CHUTE INICIAL
Aricanduva sub-07 e sub-11 estão classificados às semifinais, que rolarão neste domingo, no Parque São Jorge!
 
 
A filial Parada Inglesa jogava pelo empate no sub-07, mas o Aricanduva, na raça, venceu por 1 a 0, gol de Roberto. Foi sofrido, no sufoco, à Curiintchá, mas o Aricanduva está na semifinal e enfrenta, neste domingo, o Jardim São Luís. Já na categoria sub-11, a vantagem do empate era do Aricanduva, que, em jogo equilibrado, venceu por 2 a 1. O gol da vitória, de Leonardo Rosa, foi nos acréscimos do segundo tempol Kelvin abriu o placar. Nas semifinias deste domingo, não há vantagem: empatou é pênalti! Tanto no sub-07 quando no sub-11, é Aricanduva (ZL somos nóis!) x Jardim São Luís. Se perder? É corneta para cima dos treinadores Paulo Marques e Renan Lacerda!
Meus dois pés de anjo, afilhado e filho, goleiro e lateral, sub-11 e sub-07, Marcelinho e Basílio! 
 
Eu  sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na web! É nóis na banca! É nóis na facu (FAPSP)! É nóis na TV! É nóis no PodcasTimão!
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Comentarista do PodcasTimão
 
Debatedor do programa Seleção Sportv
Colunista diário do jornal Agora São Paulo (Caneladas do Vitão)

Canal de vídeos do Vitão: youtube.com/blogdovitao

 Blog do Vitão no Terceiro Tempo: blogdovitao.com.br

Instagram: vitorguedes77

E-mail: blogd.vitao@gmail.com

 

 
 

É NÓIS NO 39

 

PAIXÃO CORINTHIANA

 
Eu  sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na web! É nóis na banca! É nóis na facu (FAPSP)! É nóis na TV! É nóis no PodcasTimão!
 
 
 
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Comentarista do PodcasTimão
 
Debatedor do programa Seleção Sportv
Colunista diário do jornal Agora São Paulo (Caneladas do Vitão)

Canal de vídeos do Vitão: youtube.com/blogdovitao

 Blog do Vitão no Terceiro Tempo: blogdovitao.com.br

Instagram: vitorguedes77

E-mail: blogd.vitao@gmail.com

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa