Competições sul-americanas serão 100% formadas por equipes do Brasil em 2021. Foto: Cesar Greco

Competições sul-americanas serão 100% formadas por equipes do Brasil em 2021. Foto: Cesar Greco

Estão definidas as finais da Libertadores da América e da Copa Sul-Americana: Palmeiras e Flamengo decidem a primeira, enquanto Red Bull Bragantino e Athletico-PR brigam pelo título da segunda. As finais 100% brasileiras confirmam o domínio tupiniquim nos torneios da Conmebol.

Nas últimas cinco edições de Libertadores, três tiveram clubes brasileiros na final: Grêmio em 2017, Flamengo em 2019 e Palmeiras em 2020. Com a edição de 2021, será o terceiro ano consecutivo com clubes brasileiros na decisão e o segundo 100% formada por equipes do país, já que a final de 2020 teve Palmeiras x Santos.

Se ampliar o período e analisar as últimas dez edições da Libertadores, em seis oportunidades os brasileiros estiveram nas decisões: Santos em 2011, Corinthians em 2012, Atlético-MG em 2013, Grêmio em 2017, Flamengo em 2019, Palmeiras e Santos em 2020. Em todas as oportunidades a taça ficou no Brasil.

O retrospecto também é positivo na Copa Sul-Americana. O torneio terá pela primeira vez uma final 100% brasileira com RB Bragantino e Athletico. Essa será a segundo final com pelo menos um time do país nos últimos três anos – o próprio Furacão fez a final e foi campeão em 2018.

Se estender o período para as últimas cinco edições da competição, o Brasil marcou presença em três oportunidades: Chapecoense em 2016, Flamengo em 2017 e Athletico em 2018.

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa