Equipe tricolor marcou com Alexandre Pato. Foto: TV UOL/Reprodução

Equipe tricolor marcou com Alexandre Pato. Foto: TV UOL/Reprodução

O São Paulo deve ter mais uma semana tumultuada pela frente. Após a eliminação na Copa do Brasil, o Tricolor paulista ficou no empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, hoje, no Pacaembu, e contabilizou o seu quinto jogo sem vitória. Os gols foram marcados por Pato, para os donos da casa, e por Thiago Neves para os visitantes. Antes de a bola rolar, a torcida paulista manifestou e brigou na porta do estádio. Já após o apito final, os presentes vaiaram bastante a equipe.

Com o resultado, o São Paulo passou a somar 12 pontos na 7ª posição do nacional. Já o Cruzeiro, também em momento conturbado após denúncias de irregularidade, está com sete pontos pontos, em 15º.

Fora de qualquer outra competição até o fim desta temporada, o São Paulo terá uma semana cheia para trabalhar. A próxima partida será no sábado, dia 8, fora de casa, contra o Avaí. Já o Cruzeiro encara o Corinthians, no mesmo dia, no Mineirão. Antes disso, a Raposa define seu futuro na Copa do Brasil na quarta-feira, quando recebe o Fluminense.

O técnico Cuca ainda vai ter de lidar com os desfalques de Antony, que está com a seleção olímpica, Pablo, em recuperação de cirurgia na região lombar da coluna, e Arboleda, com a equipe equatoriana que disputa a Copa América.

Chegada sob protestos

O Tricolor paulista vinha sob pressão por causa da derrota para o Corinthiansna rodada anterior do Campeonato Brasileiro e pela eliminação no mata-mata das oitavas de final da Copa do Brasil.

Apesar da chuva, alguns torcedores esperaram a chegada do ônibus da delegação são-paulina para protestar. Assim como aconteceu ontem, em manifestação na porta do CT da Barra Funda, os principais alvos de críticas foram o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o executivo de futebol Raí. Entre os jogadores, Nenê, Hudson, Reinaldo e Jucilei também foram xingados.

Quem foi bem

 

Tiago Volpi e Lucas Romero foram os destaques positivos do jogo. O goleiro salvou o São Paulo algumas vezes. Já o meio-campista apareceu bastante perto da área e foi uma confiável opção ofensiva para o Cruzeiro.

Quem foi mal

Vítor Bueno ainda está aquém do esperado. O jogador teve atuação apagada e teve muita dificuldade de dar continuidade nos lances em que foi acionado.

Alvo de críticas, Reinaldo parece não se abalar

Durante os protestos de ontem e até mesmo hoje no estádio, a torcida criticou e xingou bastante o lateral esquerdo Reinaldo. O jogador, que parecia nervoso e teve atuações abaixo do esperado nos últimos jogos, demonstrou calma para mostrar serviço hoje. O lateral teve boa participação no gol de Pato.

Desempenho do São Paulo

Com Hudson na lateral direita, o Tricolor paulista ganhou força defensiva, mas apostou mais pela esquerda, com Reinaldo, para atacar. Apesar do bom toque de bola dos mineiros e das críticas da torcida, o mandante soube chegar em condições de marcar. Depois de Pato abrir o placar, o São Paulo suportou a pressão adversária para apostar nos contragolpes e terminar o primeiro tempo em vantagem. No segundo tempo, Cuca precisou fazer uma alteração ao tirar Hernanes, com desconforto muscular, e colocar Igor Gomes. A equipe sofreu uma queda de produção no início da etapa final, sofreu bastante pressão do adversário e acabou castigada com o gol de empate.

Desempenho do Cruzeiro

 
Os mineiros não conseguiram impor o seu ritmo no começo da partida. A equipe só passou a controlar melhor ações e a atacar depois de sofrer o gol de Pato. Em desvantagem, o Cruzeiro chegou mais e teve boas oportunidades para empatar no primeiro tempo. Porém, parou em Tiago Volpi. O time visitante manteve o ritmo acelerado no segundo tempo. A equipe pressionou bastante e ficou bem perto de fazer o gol de empate. Depois de Thiago Neves balançar as redes em gol de falta, a equipe passou a ter uma postura mais defensiva, mas ainda assim levou perigo ao gol rival.

Cronologia do jogo

O São Paulo sabia que precisava dar uma resposta para a torcida, mas faltava capricho no último passe nos primeiros dez minutos. Quando a equipe acertou o toque, o gol saiu. Após bela tabela entre Hernanes e Reinaldo, Pato recebeu e mandou para o gol para abrir o placar aos 14 minutos. Na sequência, o Cruzeiro teve boas chances, mas parou nas mãos de Tiago Volpi. Primeiro, o goleiro espalmou chute de Lucas Romero. Depois, defendeu cabeçada de Dedé.

O Cruzeiro dominou o início do segundo tempo. O time reclamou bastante da arbitragem após Anderson Martins colocar a mão na bola dentro da área, aos sete minutos. O árbitro consultou o VAR, mas mandou o jogo seguir. Na sequência, os mineiros ainda tiveram um gol de Fred, em posição de impedimento, anulado aos 13. Mas a pressão ainda rendeu resultado. Aos 22, Thiago Neves, de falta, marcou com estilo. Depois, a Raposa ainda teve mais chances, como com David aos 26. No finalzinho, o São Paulo ainda viu Igor Vinícius ser expulso. O lateral direito segurou David e deixou o campo mais cedo.

VAR não aponta pênalti a favor do Cruzeiro

Bráulio da Silva Machado, árbitro da partida, precisou consultar o VAR no segundo tempo. Aos 7, Lucas Romero soltou uma bomba e reclamou de toque de mão do zagueiro Anderson Martins. Apesar dos protestos dos cruzeirenses, a arbitragem decidiu não marcar a penalidade. Minutos depois, Fred chegou a balançar a rede adversária após assistência de Dedé. Desta vez sem o uso da tecnologia, o auxiliar assinalou impedimento na jogada.

Lateral do São Paulo é expulso

O time mandante terminou a partida com um jogador a menos. Já nos acréscimos, Igor Vinícius puxou a camisa de David, impediu o contra-ataque do Cruzeiro e recebeu o cartão vermelho direto.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 x 1 CRUZEIRO

Data: 2/6/2019
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Arbitro de vídeo: Heber Roberto Lopes (SC)
Cartões amarelos: Tchê Tchê, Marcos Calazans e Cuca (São Paulo); Robinho, Thiago Neves e Ariel Cabral (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Igor Vinícius (São Paulo)
Gols: Alexandre Pato, aos 14´do 1º tempo; Thiago Neves, aos 22´ do 2º tempo
Público pagante: 7853

Renda: R$ 297.639,00

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Lucas Silva); Thiago Neves (David), Robinho e Marquinhos Gabriel; Fred (Sassá). Técnico: Mano Menezes.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Hudson (Igor Vinícius), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Hernanes (Igor Gomes); Vitor Bueno (Marcos Calazans), Pato e Toró. Técnico: Cuca.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 San
    32
  • 2 Fla
    30
  • 3 Pal
    30
  • 4 Atl
    27
  • 5 São
    27
  • Veja tabela completa