Presidente do Peixe destacou que prefere esperar o julgamento de Robinho na Itália para tomar decisão definitiva. Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Presidente do Peixe destacou que prefere esperar o julgamento de Robinho na Itália para tomar decisão definitiva. Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

O Santos esteve no olho do furacão ao longo da última semana por conta do episódio Robinho. A pressão sobre o clube para rescindir o vínculo do atacante, condenado por estupro na Itália, foi tamanha que levou patrocinadores a ameaçar deixar o Peixe. A decisão santista foi por suspender o contrato de Robinho, mas para o presidente Orlando Rollo ainda há possibilidade de Robinho vestir a camisa santista.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (21), Rollo explicou que prefere esperar que Robinho seja julgado em segunda instância pela justiça italiana. Se for condenado, o Santos romperá definitivamente o contrato com o jogador. Caso seja absolvido, porém, o camisa 7 poderia sim voltar ao Peixe.

“Decidimos uma licença do contrato, para que o atleta possa se defender no processo que responde na Itália. Não vou entrar no mérito se é culpado, inocente. Não sou ninguém para julgá-lo. Ele tem de ser julgado pelo juiz na Itália. Temos de apedrejar menos e ter mais tolerância. Eu já fiz muito, na minha carreira, porque sou Policial. Eu abomino o crime de estupro. Abomino qualquer tipo de violência, qualquer tipo de violência sobre as mulheres. Nos meus 18 anos de polícia, já prendi dezenas de estupradores. Já investiguei dezenas de estupradores. Já levei à condenação dezenas de estupradores. Então eu efetivamente luto contra esse crime, inclusive um caso que ficou muito conhecido em Santos, o do Maníaco do Ônibus, que atacava mulheres nos ônibus, fui eu que prendi”, comentou Rollo.

“Tenho desprezo pelos áudios, mas não posso julgar alguém. Defesa do Robinho diz que áudios foram tirados do contexto, outros com tradução errada ou que sequer existiram. Temos que aguardar o fim”, completou que explicou como se dará o procedimento do Peixe após o julgamento de Robinho na Itália.

“Já formalizamos ao Conselho Deliberativo essa licença do contrato do Robinho. Se o Robinho vier a ser absolvido em segunda instância, não vejo problema nenhum em voltar. Se for condenado, vamos pedir a rescisão do contrato”, explicou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa