Treinador português entre os dirigentes do Flamengo, Marcos Braz, Rodolfo Landim e Bruno Spindel. Foto: Instagram/Reprodução

Treinador português entre os dirigentes do Flamengo, Marcos Braz, Rodolfo Landim e Bruno Spindel. Foto: Instagram/Reprodução

A saída do técnico Paulo Sousa da seleção polonesa para assumir o Flamengo foi polêmica e desagradou dirigentes, torcedores e imprensa na Polônia. Para o treinador português, pelo menos, a decisão não parece ter sido das mais difíceis, afinal, do outro lado estava uma proposta do “maior clube do mundo”.

Em entrevista à TV portuguesa RTP, Sousa explicou a escolha pelo Fla e se mostrou empolgado para assumir o comando rubro-negro.

“A explicação (para deixar a seleção polonesa) é que eu tomo decisões e eu sempre demonstrei que não tenho receio em tomar decisões. Esta foi minha decisão exclusivamente para treinar o maior clube do mundo. É um projeto que acabou. Estou muito focado no que é o Flamengo, a exigência e este desafio extraordinário”, disse Paulo Sousa, que disse ter recebido outras propostas antes do Mengão.

“Apareceram vários clubes durante o período em que eu treinei a seleção polonesa, mas não apareceu ´um Flamengo` (...) (O desafio) é conquistar para poder, cada vez mais, unir este universo que é o Flamengo”, completou o treinador português.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa