O ex-meia foi revelado pelo São Paulo. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O ex-meia foi revelado pelo São Paulo. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Silas, entre os ótimos meias da história do São Paulo Futebol Clube, um dos "Menudos do Morumbi" ao lado de Muller, Careca e Sidney, revelado em 1984 pelo saudoso Cilinho (1939 - 2019), que atualmente trabalha como comentarista na ESPN/Fox Sports, completa 56 anos nesta sexta-feira (27).

Pauista de Campinas, Paulo Silas do Prado Pereira começou sua careira no próprio São Paulo, onde atuou entre 1984 e 1988, período em que conquistou dois títulos paulistas (1985 e 1987) e um Brasileiro (1986). Também foi campeão por outras equipes brasileiras, como o Internacional, o Vasco e o Atlético-PR, e ainda levantou uma taça no Campeonato Argentino de 1995, pelo San Lorenzo, clube que defendeu entre 1995 e 1997. Encerrou sua carreira nos gramados em 2004, pela Inter de Limeira.

Pela Seleção Brasileira Silas disputou dois mundiais, em 1986 e 1990, e foi campeão da Copa América em 1989.

Silas é irmão mais novo de Eli Carlos, que também foi jogador de futebol profissional, com passagens por Guarani, Coritiba e Cruzeiro, entre outros. Eli Carlos morreu em 22 de maio de 2020, aos 66 anos, após quase dois anos de internação por problemas cardíacos.

Como treinador, Silas comandou diversas equipes brasileiras, entre elas o Atlético Mineiro, o Grêmio e o Flamengo. Seu último trabalho foi no São Bento de Sorocaba, no Campeonato Paulista de 2020.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE SILAS NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"


Logo após a gravação do Golaço, na Rede Mulher, em 08 de julho de 2005. Da esquerda para a direita: Milton Neves, Fabio Sormani, Alex Dias Ribeiro, Silas, funcionário da emissora e Wagner Prado. Foto: Portal TT

 

No programa Golaço, da Rede Mulher, em 08 de julho de 2005. Da esquerda para a direita: Fabio Sormani, Alex Dias Ribeiro, Milton Neves, Silas e Renata Fan. Foto: Portal TT

 

Da esquerda para a direita, em pé: Márcio Araújo. Gilmar Rinaldi, Falcão, Dario Pereyra, Nelsinho e Zé Teodoro. Agachados: Pianelli, Silas, Careca, Renatinho e Sidney. Foto enviada por Gilvannewton

 

Em pé, da esquerda para a direita: Zé Carlinhos, Oscar, Bernardo, Anselmo, Fonseca, Zé Teodoro e Zé Carlos. Agachados: Pianelli, Neto, Adílson, Pita, Silas, pessoa não identificada e Sidney. Foto enviada pelo internauta Gilvannewton Souza

 

Da esquerda para a direita, Silas, Milton Neves e Alex Dias Ribeiro, em junho de 2013. Foto enviada por Denílson

 

Da esquerda para a direita, Dudu, Milton Neves, Alex Dias Ribeiro e Silas. Foto enviada por Denílson

 

Ao lado do também treinador e ex-jogador Péricles Chamusca, Silas passou as férias de 2011 em Salvador. Foto: UOL

 

Seleção Brasileira na final da Copa América contra o Uruguai, no Maracanã em 1989.Em pé, Mazinho, Taffarel, Mauro Galvão, Ricardo Gomes, Aldair e Branco. Agachados: Bebeto, Romário, Silas, Dunga e Valdo. Foto UOL

 

Na imagem, o volante aparece sendo marcado por Antonio Conte (camisa 10). Foto: Placar

 

Em pé, na primeira fileira de cima, da esquerda para a direita, o primeiro é Cilinho, o segundo Oscar, o quinto é Pintado, o sexto Dario Pereyra, o sétimo Sidnei e o décimo Careca. Em pé, na segunda fila, no meio, da esquerda para a direita, o quarto é José Carlos Serrão, o sexto Falcão, o oitavo Abelha, o nono Gilmar Rinaldi, o décimo primeiro Nelsinho, o décimo segundo Fonseca, o décimo quinto Bebeto e último Marco Aurélio Cunha. Sentados, na terceira fila, da esquerda para a direita, o primeiro é Hélio, o segundo Müller, o sétimo Juvenal Juvêncio, o oitavo Renatinho, o décimo Pita e o décimo segundo Silas

 

Na fileira de cima, da esquerda para a direita, o terceiro é Édson Boaro, seguido por Valdo, Zico, Edivaldo, Josimar, Elzo, Muller e Gata Mansa. Na fileira de baixo, aparecem Silas, Careca, Paulo Vitor, Leão, Júnior, Alemão, Mauro Galvão, Branco e duas pessoas não identificadas. Na fileira de baixo, o segundo é Nocaute Jack, Falcão, Oscar, Edinho, Carlos, Sócrates, Júlio César, Mozer, Casagrande e Lucas Neto. Sentados, aparecem Moracy Santana, Valdir Joaquim de Moraes, Neylor Lasmar, Telê Santana, Nabi Abi Chedid, José Maria Marin, pessoa não identificada, Gilberto Tim e mais três pessoas não identificadas. Foto: Arquivo de Valdir Joaquim de Moraes

 

Na primeira fila, em pé, da esquerda para direita: Zé Teodoro, Rubinho, Tangerina, Silas, Adilson, Márcio Araújo, Anselmo, Zé Carlos, Pita, Daniel, Ronaldo,Edmilson, Dario Pereyra, Bernardo, Vagner Lopes e Wagner Basílio. Na segunda fila, em pé, da esquerda para direita: Éder Taino, Sidnei, Quinho, Manu, Gilmar, Fonseca, Vizolli, Nelsinho, Rômulo, Lê, Zé Carlinhos, Lange e Neto. Na terceira fila, sentados, da esquerda para direita: Muller, Sandro, Calíquio, não identificado, Sr. Hélio, Zé Carlos Serrão, Pepe, Juvenal Juvêncio, Bebeto, Gilberto, Marco Aurélio, Tião, Zé, Luis Rosan, Jairo e Oscar. No destaque, com a taça nas mãos, o atacante Careca.

 

Em pé ,da esquerda para a direita: Vagner, Zé Carlos, Bernardo, Dario Pereira, Daniel e Zé Teodoro. Agachados, da esquerda para a direita: Muller, Silas, Careca, Pita e Sidnei.

 

Careca e Silas, Daniel e Bernardo durante treinamento no Morumbi.

 

No vestiário principal do Morumbi, da esquerda para a direita: Daniel, Wanilton Zambroti, Pita, Silas e Gilmar Rinaldi. Foto: arquivo pessoal de Wanilton Zambroti

 

Em pé, da esquerda para a direita: Mazinho, Taffarel, Mauro Galvão, Ricardo Gomes, Aldair e Branco. Agachados: Bebeto, Romário, Silas, Dunga e Valdo. Foto: Divulgação/CBF

 

De pé, da esquerda para a direita: João Antônio, jogador não identificado, Henrique, Luís Carlos, jogador não identificado, Taffarel, Dida e Polaco. Agachados, da esquerda para direita: Silas, Tosin, Gérson, Muller, Balalo, jogador não identificado, Antônio Carlos e Luciano

 

Silas e o atual técnico do San Lorenzo, quando ainda jogava na Argentina. Foto enviada por Tatá Muniz

 

Silas (técnico) e Zico (diretor-executivo), conversam com os jogadores na Gávea. Foto: VIPCOMM

 

Em pé, da esquerda para a direita: Ricardo Rocha, Taffarel, Mauro Galvão, Jorginho, Ricardo Gomes e Branco. Agachados: Bebeto, Careca, Silas, Valdo e Dunga. A foto é da Revista Placar, que homenageou a seleção que fora à Itália e perdera para a Argentina no mundial de 90.

 

Equipe paulista no Campeonato Brasileiro de Seleções, em 1986. Esse time foi o campeão. Em pé, da esquerda para a direita: André Cruz, Carlos, Nenê, Carlinhos, Jairo e Biro-Biro. Agachados: Tato, Agnaldo, Célio, Silas e Edu Manga. Que timaço!

 

Acima, a seleção brasileira juniores comandada pelo técnico Jair Pereira na metade dos anos 80. Na primeira fila: Polaco, Gérson, João, Denílson, Henrique, Tosin e dois membros da comissão técnica. Na segunda fila: Luciano, Dida, Romário, Antônio Carlos, João Antônio, um dirigente, Jair Pereira e mais dois membros da comissão técnica. Agachados: Silas, Balalo, Neto, Taffarel, Renatinho, Luís Carlos e o massagista Paulinho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O jornalista Vágner Prado e o meia Silas. O time do São Paulo era chamado de Menudos do Morumbi

 

Da esquerda para a direita, na fileira de trás: Silas, Geraldo, Fonseca, Muller, Márcio Araújo (atrás de Muller), o goleiro Abelha, Éder Taino, o fisioterapeuta Luiz Rosan e Sidney. Na segunda fileira: Agnaldo, Zé Carlos, o baixinho Marco Aurélio Cunha, Pintado (atrás de Cunha), Rubinho, o lateral Nelsinho, Carlos Miguel Aidar, Laudo Natel (atrás de Carlos Miguel Aidar), Pianelli, Renatinho, Vizolli e Constantino Cury

 

Silas no Avaí. Foto: Site do time catarinense

 

 

 

Primeira fileira da esquerda para a direita: Eduardo Barroca, Andrey Lopes, Fernando Miranda (ao fundo), Tarcísio Pugliese (de amarelo) e Claudinei Oliveira. Agachados: Wagner Lopes, Deivid, Rogério Micale, profissional não identificado, Dida e Silas. Foto: Reprodução/Facebook Tarcísio Pugliese

 

Luiz Ceará e Silas em 11 de fevereiro de 2020, em Valinhos, interior de São Paulo. Foto: arquivo pessoal de Luiz Ceará

 

Lugano, Márcio Araújo e Silas em 13 de outubro de 2019, revendo fotos do Tricolor. Foto: Instagram

 

Silas e Zé Carlos Serrão em 7 de agosto de 2018 no Morumbi, noite de inauguração do `Caminho dos Ídolos´ do São Paulo Futebol Clube. Foto: arquivo pessoal de Zé Carlos Serrão

 

Silas e Marcos Falopa, encontro de treinadores, em maio de 2019

 

Carlos Alberto Spina e Silas, em 7 de agosto de 2018, no "Caminho dos Ídolos", do SPFC

 

Edvaldo e Silas no Estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba, em 30 de julho de 2018

 

Altair Ramos e Silas participando de jogo festivo, em 2018

 

Nos anos 80 e em 7 de agosto de 2018

 

Silas conversa com Dario Pereyra. Atrás, de medalha pendurada, Vizolli, em 7 de agosto de 2018 no Morumbi, noite de inauguração do `Caminho dos Ídolos´ do São Paulo Futebol Clube. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Silas, Vizolli e Dario Pereyra em 7 de agosto de 2018 no Morumbi, noite de inauguração do `Caminho dos Ídolos´ do São Paulo Futebol Clube. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Em 7 de agosto de 2018 no Morumbi, noite de inauguração do `Caminho dos Ídolos´ do São Paulo Futebol Clube. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Em 7 de agosto de 2018 no Morumbi, noite de inauguração do `Caminho dos Ídolos´ do São Paulo Futebol Clube. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Zé Carlos Serrão, Silas e Renato em 7 de agosto de 2018 no Morumbi, noite de inauguração do `Caminho dos Ídolos´ do São Paulo Futebol Clube. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

 

Em 24 de junho de 2018, o quinteto do Show do Esporte da Band: Guilherme Pallesi, Denilson, Silas, Yara Fantoni e Milton Neves. Foto: arquivo pessoal de Yara Fantoni

 

Durou pouco, mas Falcão no Morumbi foi um marco! Em pé, da esquerda para a direita, veja Gilmar, Falcão e Careca. Agachados, Silas, Muller e Sidney. Foto de 1985

 

Na década de 80 e em 24 de abril de 2017

 

Em 24 de abril de 2017, dia em que foi anunciado como novo treinador do Red Bull Brasil.. Foto: Red Bull Brasil/Divulgação

 

Em 24 de abril de 2017, dia em que foi anunciado como novo treinador do Red Bull Brasil.. Foto: Red Bull Brasil/Divulgação

 

Silas e Muller, esta dupla fez muitos gols com a camisa do São Paulo.

 

Time só de craques. Da esquerda para a direita, em pé: Taffarel, Aldair, Evair, Júlio César, Mauro Galvão, Amarildo, Branco e Casagrande. Agachados: Alemão, Zico, Careca, Dunga, Silas, jogador não identificado e Edmar

 

Silas, Neto e Müller no Os programa Donos da Bola

 

A partir da esquerda: Muller, Silas, o técnico Cilinho, Pita, Sydnei e Careca. A foto é da Revista Placar e foi garimpada pelo blog Tardes de Pacaembu

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa