Pelo menos 85% dos 36 mil espectadores do jogo do time britânico contra o Monterrey eram japoneses

Pelo menos 85% dos 36 mil espectadores do jogo do time britânico contra o Monterrey eram japoneses

De Yokohama, Japão
Texto e fotos: @fabiolucasneves


De Toyota, os "invasores" do Japão tomaram o rumo de Yokohama, que receberá no domingo a decisão do Mundial de Clubes da Fifa.

Com a vaga carimbada para a final, os corintianos facilitaram o deslocamento de 250 quilômetros com o tíquete do trem-bala. "E, no passado, brincavam que não tínhamos sequer passaporte", brincou o paulista Eric Fagundes.

Nem todos os "samurais" alvinegros do outro lado do planeta aguentam o ritmo da "batalha" de acompanhar o time por todos os cantos. O leve sacolejo do Shinkansen, desde a saída de Nagoya, serviu como sonífero para alguns.

Na contramão da "invasão" da Fiel, está a admiração do povo nipônico ao Chelsea. O dinheiro do magnata russo Roman Abramovich atrai estrelas do futebol e faz o clube disseminar a marca no mercado asiático.

Nesse quesito, o Corinthians, assim como TODAS as equipes brasileiras, ainda engatinha. Ao abrir o jornal no metrô para conferir as notícias do dia e se deparar com uma foto da partida do Timão, o executivo Jiru Masami foi sincero com a reportagem do Portal Terceiro Tempo: "Nunca tinha ouvido falar nesse time".

A chegada do trem-bala à Yokohama acontece pela estação Shin-Yokohama. Coincidentemente, é a mais próxima do estádio que receberia horas depois o jogo do Chelsea contra o Monterrey.


Poucos ingleses deixaram o Reino Unido para acompanhar os Blues no Japão. A ideia de considerar importante o Mundial de Clubes ainda está em segundo plano na Europa. E provoca soberba. "Ontem, jantava com minha namorada na hora do jogo do Corinthians contra o Al Ahly. Na Inglaterra, temos a convicção de que o Chelsea será campeão com facilidade. Não há rivais à altura aqui", afirmou o químico Philip West, enquanto seguia ao Yokohama Stadium para acompanhar o confronto diante do Monterrey.


Famosos beberrões, os fãs britânicos colocaram à prova o estoque de cerveja do bar mais próximo do estádio. Cena óbvia.


Mais interessante foi acompanhar a festa preparada pelos japoneses ao visitante ocidental.


Um caso que provoca declarações de amor...

Une casais apaixonados...


E pais e filhos...


Uma curiosidade: os "pombinhos" americanos deixaram Nova York para ver pela primeira vez o time do coração in loco no Japão porque a passagem até Londres seria bem mais cara.


Entre os espectadores do jogo entre Chelsea e Monterrey, estava o elenco do Corinthians. O zagueiro Chicão, que joga do lado direito da defesa, com Alessandro, deve ter ficado preocupado com o belga Hazard, municiado por Oscar e Mata.

Contra o Timão, em Yokohama, está até o azul da baía da cidade.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa