Clay Regazzoni participou de um programa na TV italiana. Foto: Reprodução

Clay Regazzoni participou de um programa na TV italiana. Foto: Reprodução

Um dos grandes pilotos de sua geração, o saudoso suíço Clay Regazzoni (1939-2006) tinha fama de galã e viveu o auge de sua carreira na primeira metade da década de 1970, período em que conquistou quatro vitórias pela Ferrari e, depois, já veterano, triunfou pela Williams, em 1979.

Em 1974, à época na Ferrari, ano em que terminou a temporada como vice-campeão (o título foi conquistado por Emerson Fittipaldi, da McLaren), Regazzoni participou de um dos mais importantes programas da televisão italiana, o "Ma che sera", apresentado por Raffaella Carrà.

A bela loira, cantora e apresentadora, convida Clay Regazzoni para dançar um tango e o então piloto, aos 35 anos, não decepciona.

Depois dos passos bem articulados ao som do tango, Regazzoni ainda disputou uma corrida de autorama com Raffaella e venceu com facilidade. O piloto acelerou uma Ferrari, enquanto a apresentadora disputou com uma Brabham.

Depois de ficar paraplégico após um acidente durante o GP dos Estados Unidos, em Long Beach, quando pilotava pela modesta Ensign, Regazzoni passou a comentar GPs de F1. Ele morreu em um acidente autombilístico, dirigindo seu carro adaptado em 15 de dezembro de 2006, após chocar-se contra um caminhão na cidade de Parma, norte da Itália.

ABAIXO, VÍDEO COM CLAY REGAZZONI PARTICIPANDO DO PROGRAMA APRESENTADO POR RAFFAELLA CARRÀ NA TV ITALIANA EM 1974. REGAZZONI DANÇA TANGO E DISPUTA UMA CORRIDA DE AUTORAMA COM RAFFAELLA


    

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

      

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa