Britânico venceu o GP de Abu Dhabi de 2014. Foto: Divulgação/Mercedes-AMG

Britânico venceu o GP de Abu Dhabi de 2014. Foto: Divulgação/Mercedes-AMG

Há exatos sete anos, em Yas Marina, palco do GP de Abu Dhabi, o britânico Lewis Hamilton conquistava seu segundo título mundial na Fórmula 1, primeiro pela Mercedes, recolocando o time da estrela de três pontos no topo da principal categoria de automobilismo do mundo.

Hamilton, que no último domingo venceu pela 102ª vez na Fórmula 1, no GP do Catar, em Losail, e já contabiliza sete títulos na categoria, partiu do segundo lugar no grid naquele 23 de novembro de 2014 e logo na largada ganhou superou o pole Nico Rosberg.

Lewis só foi ameaçado por Felipe Massa (Williams), que terminou em segundo lugar, uma vez que Rosberg enfrentou sérios problemas em sua Mercedes, que a partir da volta 26 perdeu o sistema de recuperação de energia. Ele terminou em 14º, fora da zona de pontos.

MERCEDES DE VOLTA AO TOPO

Então aos 29 anos, Hamilton chegava ao seu segundo título na Fórmula 1, seis anos após ganhar o campeonato pela McLaren, em sua segunda temporada na Fórmula 1.

Com uma trajetória toda vinculada à McLaren, apadrinhado por Ron Dennis desde os 12 anos, Hamilton transferiu-se para a Mercedes em 2013, ano em que terminou o campeonato na quarta colocação.

A Mercedes, que retomou suas atividades na F1 em 2010, após comprar a Brawn-GP (campeã de construtores e pilotos no ano anteriror), voltou a ter um piloto campeão após 59 anos. A equipe alemã havia sido vitoriosa com Juan Manuel Fangio no biênio 1954/1955.

YAS MARINA/2014...

No traçado de 5.554 metros, a Williams mostrou força e completou o pódio com Valtteri Bottas, em terceiro. Daniel Ricciaro (Red Bull), Jenson Button (McLaren) e Nico Hulkenberg (Force India) vieram na sequência.

Sebastian Vettel despediu-se da Red Bull com a oitava colocação. Alonso, também encerrando sua jornada na Ferrari, foi o nono.

Na classificação final, Hamilton fechou o ano com 384 pontos. Rosberg, o vice-campeão, terminou com 317. Ricciardo foi o terceiro com 238. Felipe Massa terminou em sétimo, com 134.

Entre os construtores, a Mercedes, que já havia garantido o título, terminou a temporada com 701 pontos. A Red Bull ficou em segundo com 405 e a Williams foi a terceira, com 320, superando com folga a Ferrri, quarta colocada com 216 pontos.

A temporada de 2015, prevista com 20 etapas, começa no dia 15 de março, em Melbourne, na Austrália. O GP do Brasil novamente será o penúltimo do calendário, no dia 15 de novembro.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO GP DE ABU DHABI DE 2014 - YAS MARINA

1º   Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2º   Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes)
3º   Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes)
4º   Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-Renault)
5º   Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes)
6º   Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes)
7º   Sérgio Pérez (MEX/Force India-Mercedes)
8º   Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault)
9º   Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
10º Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
11º Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes)
12º Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Renault)
13º Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault)
14º Nico Rosberg (ALE/Mercedes)
15º Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari)
16º Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari)
17º Will Stevens (ING/Caterham-Renault)

Não completaram a prova:

Kamui Kobayashi (JAP/Caterham-Renault) 
Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault) 
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault)

A prova:

Na largada, Hamilton, segundo do grid, foi bem melhor e assumiu a liderança, seguido por Rosberg, Massa, Button, Raikkonen e Alonso. Bottas caiu de 3º para 8º.

Com bom ritmo, Hamilton abrindo quase 1,5s para Rosberg na 5ª volta. Alonso superando Raikkonen, ganhando a quinta colocação mas em seguida foi para os boxes para sua primeira troca de pneus.

Na 6ª volta foi a vez de Bottas ultrapassar Raikkonen, em ritmo visivelmente lento.

Button Kvyat e Raikkonen nos boxes na 7ª volta. Os carros da Mercedes seguindo na frente, com Hamilton e Rosberg.

Parada perfeitamente normal para Hamilton na volta 11. Bottas também trocou seus pneus no giro 11. Punição para Hulkenberg.

Boxes para Rosberg na volta 12. Massa assume a liderança.

O brasileiro parou logo depois e a ordem foi restabelecida, com Hamilton e Rosberg nas duas primeiras posições e Massa em 3º.

Rodada de Kvyat na volta 16.

Melhor volta para Rosberg, reduzindo a diferença em relação a Hamilton.

Os seis primeiros na volta 25: Hamilton, Rosberg, Massa, Bottas, Ricciardo e Button.

Na volta 26, Rosberg se queixa de um problema em sua Mercedes, com queda de rendimento por falha no sistema de recuperação de energia. Aproximação de Felipe Massa, que ganha a posição do alemão na volta 27.

Massa começa sua aproximação em relação a Hamilton, tirando mais de um segundo por volta.

Hamilton nos boxes, Massa assume a liderança.

Mesmo com pneus mais desgastados, ritmo de Massa melhor que o de Hamilton na volta 36.Os dez primeiros na volta 38: Massa, Hamilton, Ricciardo, Bottas, Button, Perez, Hulkenberg, Vettel, Rosberg, Button e Alonso.

Restando 11 voltas, na 44, Massa vai aos boxes, coloca pneus supermacios e retorna em segundo lugar, 11 segundos atrás de Hamilton.

O brasileiro se aproximou bastante, terminou a apenas 2,5 de Hamilton e foi o segundo. Bottas completou o pódio. Rosberg foi o 14º.


  


CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO
 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa