Brasileiro, então com 23 anos, bateu o recorde de Donington Park para carros aspirados

Brasileiro, então com 23 anos, bateu o recorde de Donington Park para carros aspirados

Há exatos 37 anos, Ayrton Senna testava pela primeira vez um carro de Fórmula 1, a Williams FW08C-Cosworth, em Donington Park, na Inglaterra.

Após o título na Fórmula 3 Inglesa, com uma performance impressionante, vencendo as nove primeiras etapas, quebrando o recorde de Nelson Piquet, que venceu oito corridas em 1978, os ingleses, passaram a apelidar Silverstone de "Silvastone", em alusão ao sobrenome do brasileiro.

O nome de Ayrton Senna começou a ser mencionado no padock da Fórmula 1, como um dos mais promissores.
 
 

Frank Williams foi quem lhe deu a primeira oportunidade de guiar um carro de Fórmula 1, o modelo FW08C, equipado com motor Cosworth V8 (aspirado), em 19 de julho de 1983, em Donington Park, Inglaterra. Senna tinha 23 anos.
 
Antes de entrar no carro, Ayrton bateu com a mão no aerofólio por duas vezes e disse: "é hoje..." O jornalista Reginaldo Leme, da Rede Globo acompanhou o teste de Ayrton.
 
Foram 83 voltas impressionantes. Apesar de não perfeitamente ajustado ao carro, que era de Keke Rosberg, mais alto que ele e usando pneus que não eram de classificação, na décima passagem pela torre de cronometragem virou um tempo igual ao do piloto de testes da Williams, o britânico Jonathan Palmer. No final, o balanço altamente positivo, com a melhor marca conseguida por um piloto da Williams no circuito inglês.
 
Frank Williams chegou atrasado ao circuito, mas a tempo de se espantar com  a marca de Ayrton Senna: um segundo mais rápido que qualquer Fórmula 1 com motor aspirado para aquela pista.
Se não tivesse contrato firmado para o ano seguinte, com o finlandês Keke Rosberg e o francês Jacques Laffite, Frank certamente ofereceria um carro a Senna para a temporada de 1984, quando a equipe passou a utilizar os motores japoneses da Honda.


 
OUTROS TESTES DE AYRTON SENNA EM 1983 COM CARROS DE F1:
 
Em 1983, Ayrton ainda testou a McLaren-Ford (aspirada), a Brabham-BMW (turbo) e a Toleman-Hart (turbo).
 
Nos testes da McLaren, em Silverstone, outros dois pilotos foram convidados: o inglês Martin Brundle e o alemão Stefan Bellof. Senna foi o mais rápido dos três.


Bernie Ecclestone, à época dono da equipe Brabham também se entusiasmou com o jovem brasileiro e chamou-o para um teste no circuito francês de Paul Ricard, junto de outros três pilotos: o colombiano Roberto Guerrero, os italianos Mauro Baldi e Pierluigi Martini. Nélson Piquet, primeiro piloto da equipe inglesa também testou e foi o mais rápido dos quatro. Mauro Baldi ficou em segundo e Senna em terceiro, apenas um décimo mais lento que o italiano, mais experiente.
 
Na ocasião especulou-se que Piquet teria vetado a contratação de Senna pela Brabham, uma vez que era o campeão mundial e primeiro piloto do time. A segunda vaga da equipe estava aberta, pois Ricardo Patrese estava de saída para a Alfa-Romeo. Mas foi a patrocinadora da Brabham, a italiana Parmalat que acabou influenciando na decisão de Ecclestone, que tinha interesses comerciais em um piloto italiano para divulgar seu nome no país. Teo Fabi acabou sendo o escolhido.
No teste realizado com a Toleman, também em Silverstone, Senna foi mais rápido que o titular da equipe, o inglês Derek Warwick, tanto com pista molhada, como com pista seca. Em sua melhor passagem, o brasileiro registrou 1min11s500, tempo que seria suficiente para colocá-lo na oitava posição do grid.
 
E foi justamente com a Toleman que Ayrton assinou seu primeiro contrato na Fórmula 1. Seu companheiro de equipe foi o venezuelano Johnny Cecotto.

Ayrton terminou sua temporada de estreia, a de 1984, na décima colocação.

Destaque para o segundo lugar em Mônaco, corrida que foi interrompida quando ele se aproximava do francês Alain Prost, o líder A decisão, contestada por Ayrton,  foi tomada pelo diretor da prova, o ex-piloto belga Jack Ickx, a mando do então chefe da FIA, o francês Jean Marie Balestre.

Fotos: Divulgação

ABAIXO, VÍDEO COM A OPINIÃO DE FRANK WILLIAMS SOBRE O PRIMEIRO TESTE DE AYRTON SENNA

OUTRO VÍDEO DO TESTE DE SENNA EM DONINGTON, O PRIMEIRO COM UM F1. REGINALDO LEME, QUE ACOMPANHOU O PILOTO NAQUELE DIA, FALA SOBRE SUAS IMPRESSÕES EM VÊ-LO NA PISTA INGLESA


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Ath
    6
  • 2 Atl
    6
  • 3 Grê
    4
  • 4 Atl
    3
  • 5 Spo
    3
  • Veja tabela completa