O Alvinegro só não cairá se contar com a benevolência do Cuiabá, Juventude, Chapecoense e América-MG. Foto: Rodrigo Coca/AG.Corinthians

O Alvinegro só não cairá se contar com a benevolência do Cuiabá, Juventude, Chapecoense e América-MG. Foto: Rodrigo Coca/AG.Corinthians

O corintiano andava um pouco mais aliviado nos últimos dias. Podemos dizer até que esperançoso. Afinal, a semana passada foi razoavelmente boa para o Alvinegro, que venceu o América-MG, empatou com o Atlético-GO (que tinha lhe dado dois bailes em Itaquera) e segurou o Palmeiras no Allianz.

Mas a derrota de ontem, diante do Red Bull Bragantino, foi um balde de água fria na final. Acontece que até mesmo o placar de 2 a 1 foi ilusório. O Corinthians, sem exageros, merecia ter sido goleado pelo time de Bragança.

Até o gol, é verdade, o Corinthians se portou muito bem. Mas foi abrir o placar para a equipe comandada por Sylvinho desmoronar.

E o jogo de ontem deixou mais uma vez muito claro que, além de em desempenho, o Corinthians está MUITO atrás também de seus rivais no papel. No final da partida, o Alvinegro tinha, por completa falta de opção, apenas um atacante em campo (Gustavo Mosquito). Uma vergonha!

O elenco, apesar de caro – sim, no ano passado o Timão tinha a terceira maior folha de pagamento do Campeonato Brasileiro – é um dos mais limitados da Série A. E o mais limitado que eu vi no Parque São Jorge desde que me entendo por gente.

O Alvinegro só não cairá se contar com a benevolência dos também fraquíssimos Cuiabá, Juventude, Chapecoense e América-MG. Mas, pelo andar da carruagem, a sensação é de que o Corinthians só vai sossegar mesmo quando, enfim, alcançar o seu segundo rebaixamento.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa