Atualmente ele trabalhava como gerente de futebol do Botafogo-RJ. Foto: Reprodução

Atualmente ele trabalhava como gerente de futebol do Botafogo-RJ. Foto: Reprodução

O treinador Valdir Espinosa morreu na manhã desta quinta-feira (27), aos 72 anos, em decorrência de complicações após uma cirurgia no abdômen a qual foi submetido no último dia 17. Ele estava internado em um hospital na zona sul do Rio de Janeiro. Ele era casado há 50 anos com Maria da Graça, com quem teve dois filhos: Rivellino e Allan.

O velório de Valdir Espinosa acontecerá nesta quinta-feira (27) entre 15h e 22h na sede do Botafogo de Futebol e Regatas, no Salão Nobre de General Severiano, na Avenida Venceslau Brás, 72. O sepultamento será às 10h de sexta-feira (28) no Cemitério Memorial do Rio, na Rua Francisco de Souza e Melo, 102, no Cordovil, bairro da zona norte do Rio de Janeiro.

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE VALDIR ESPINOSA NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Espinosa atualmente trabalhava como gerente técnico do Botafogo-RJ, após uma vitoriosa carreira como jogador e treinador, incluindo a Libertadores e o Mundial de Clubes pelo Grêmio, ambos em 1983.

Gaúcho de Porto Alegre, onde nasceu no dia 07 de outubro de 1947, Espinosa começou sua carreira como lateral-direito pelo Grêmio em 1970, permanecendo no Tricolor Gaúcho até 1973. Ainda passou por CRB (Alagoas), Esportivo de Bento Gonçalves (RS) e encerrou sua trajetória nos gramados pelo Vitória (BA), em 1978.

Além das importantes conquistas como treinador do Grêmio, Valdir Espinosa comandou a campanha vitoriosa do Botafogo-RJ em 1989, levando o clube da estrela solitária ao título carioca daquele ano, quebrando um jejum que durava 21 anos. Na final, contra o Flamengo, o ponta-direita Mauricio marcou o único tento da partida.

O site oficial do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense divulgou uma nota de pesar sobre a morte de Valdir Espinosa, que segue abaixo, na íntegra:

"O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense informa, com imenso pesar, o falecimento de Valdir Espinosa, um dos maiores técnicos de sua história. Sob o comando de Espinosa o Grêmio abriu as portas do continente e do mundo ao Rio Grande do Sul, conquistando a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes em 1983.

Valdir Espinosa retornou ao Grêmio em 2016, como Coordenador Técnico e participou da conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil. Atualmente exercia o cargo de Gerente Técnico do Botafogo.
 
O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense se solidariza com toda a família Espinosa, amigos e torcida nesse momento de dor."

Como lateral-direito do Grêmio, no começo da década de 1970. Em pé, da esquerda para a direita: Arlindo, Valdir Espinosa, Ari Ercílio, Jadir, Beto Bacamarte e Everaldo. Agachados: Caio, Joãozinho Severiano, Paraguaio, Gaspar e Volmir

 

Em julho de 2014, comemorando 46 anos de casado com sua esposa Maria Da Graça Espinosa. Foto: arquivo pessoal de Valdir Espinosa

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa