Zico entrega a Marinho o troféu "Bola de Ouro" de 1985

Zico entrega a Marinho o troféu "Bola de Ouro" de 1985

Um dos grandes nomes da história do Bangu, o ex-ponta Marinho morreu nesta segunda-feira (15), aos 63 anos, em Belo Horizonte-MG. O ex-atleta estava internado há meses na luta contra um câncer que teve início no pâncreas, mas que depois migrou para o fígado e para o estômago.

Marinho era um dos principais jogadores do time de Moça Bonita que conquistou o vice-campeonato brasileiro de 1985, perdendo a final para o Coritiba. Ele, inclusive, recebeu naquele ano o troféu “Bola de Ouro” da revista Placar, que premiava o melhor jogador do Brasileirão.

Em 1988, o ponta foi negociado, junto com Paulinho Criciúma e Mauro Galvão, para o Botafogo. Também jogou pelo América de Rio Preto e Atlético Mineiro, onde começou a carreira. Foi duas vezes campeão mineiro pelo Galo. Pendurou as chuteiras na equipe da Estrela Solitária.

Além disso, também fez 15 partidas pela seleção brasileira. Era um jogador veloz, com facilidade para o drible, eficiente nas finalizações e uma impulsão acima da média.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A CARREIRA DE MARINHO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

À frente de seu automóvel Mercedes Benz, o ex-jogador do Bangu, Marinho, esbanja a boa fase. Foto: Placar

 

Em pé, da esquerda para a direita: Márcio, Ortiz, Getúlio, Dionísio, Toninho Cerezo e Vantuir. Agachados: Marinho, Danival, Paulo Isidoro, Reinaldo e Marcelo. A foto é da Revista Placar de 77. O fotógrafo é Guinaldo Nicolaevsky.

 

Esta formação do Bangu é de 1987, um ano antes de Márcio Nunes encerrar a carreira. Em pé estão Palmieri, Márcio Rossini, Oliveira, Jacimar, Mauro Galvão e Márcio Nunes; agachados vemos Marinho, Arturzinho, Paulinho Criciúma, Ézio e Tobi. Foto: Bangu

 

Time do Atlético-MG dirigido por Yustrick na partida em que venceu a França por 3x1. Estão em pé, da esquerda para a direita, Modesto, Alves, Heleno, Márcio Paulada, Ortiz e Silvestre. Agachados: Marinho, Danival, Reinaldo, Ângelo e ponta não identificado. A foto-relíquia é do livro "O Eterno Futebol", autobiografia do saudoso Mário Trigo, dentista da seleção nas vitoriosas campanhas da Suécia, Chile e México.

 

Festa do troféu "Melhores do Esporte", da Sogipa, em Porto Alegre (RS). A foto foi feita por Sérgio Neglia no dia 8 de abril de 2002. Só pontas foram homenageados. Na fila mais alta, da esquerda para a direita, estão: um jogador não identificado, Zagallo, outro não identificado, Loivo, mais três não identificados, Rogério (ex-Botafogo), Edu (ex-Santos), Romeu (cabeludo e encoberto), Robertinho (à frente de Romeu e de paletó marrom), Lico, Ortiz, Hilton Oliveira (de óculos), Capitão (camisa azul e à direita de Hilton de Oliveira), Paulo Borges (gravata cinza e terno escuro), Terto (atrás de Paulo de Borges), Gilson Porto (com o troféu), Edu Bala, um ponta não identificado, Mané Maria, Buião, Aladim, Pepe e Vaguinho. Na fila à frente: Valdomiro (gravata vermelha), Gilson Nunes, Maurício, Paulo Cézar Caju, João Paulo (ex-Guarani), Toquinho, Osni, João Paulo (paletó azul), João Paulo, Marinho, Jairzinho, um ponta não identificado, Lula e Sérgio Galocha

 

Uma seleção brasileira em 1986, pouco antes da Copa do Mundo do México. Em pé: Leandro, Elzo, Oscar, Mozer, Carlos e Branco. Agachados: Nocaute Jack (massagista), Marinho, Sócrates, Careca, Muller, Edivaldo e o roupeiro Ximbica. A foto foi enviada por Alessandro Lazarini Silveira.

 

O primeiro em pé é o lateral Tonho. O goleiro é Tião, seguindo-se Gilson Paulino e Mococa. Agachados: Marinho, Arturzinho, Fernando Macaé, Mário (ex-Flu) e Ado.

 

Este é o Atlético Mineiro campeão estadual invicto de 1976. Na primeira fila, em pé, estão da direita para a esquerda Paulo Benigno, Barbatana, Vantuir, João Leite, Modesto, Ortiz, Gregório (massagista) e Waltinho (massagista); na fila do meio estão Silvestre, Ângelo, Danilo, Marcio, Flávio, Toninho Cerezo, Dionísio e Getúlio; sentados na primeira fila estão Reinaldo, Marinho, Alfredo, Wallace, Marcelo, Paulo Izidoro, Heleno e Marcinho

 

Da esquerda para a direita, em pé: Toinho, Fernandes, Tecão, Índio, Gilson Paulino e Lima. Agachados: Marinho, Arturzinho, Fernando Macaé, Mário e Marcelinho

 

Veja como estavam Marinho e Lico, em foto de 2002

 

No dia 8 de abril de 2002, Marinho participou do Troféu Melhores do Esporte

 

Na final do Campeonato Brasileiro de 1985, pelo Bangu, comemorando o gol que acabou anulado por Romualdo Arppi Filho, contra o Coritiba. Foto: Revista Placar

 

Dois momentos de Marinho

 

Marinho (centro) com a filha Priscila e o filho João. Foto: arquivo pessoal de Marinho

 

 

 

América de Rio Preto em 1980. Em pé: Beto, Aílton Silva, Jorge Lima, Luis Fernando, Braz e Miro. Agachados: Marinho, Beto Rocha, Paulinho Cascavel, Paulinho Jaú e Rômulo.

 

Zico e Marinho, em um grande duelo do futebol carioca. Foto: reprodução

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa