Ex-arqueiro do Timão estava com 89 anos. Foto: arquivo de Carlos Alberto Spina

Ex-arqueiro do Timão estava com 89 anos. Foto: arquivo de Carlos Alberto Spina

Morreu nesta segunda feira (6), Cabeção, o Luiz Morais, um dos principais goleiros da história corintiana, aos 89 anos de idade.

A causa da morte não foi divulgada.

Seu corpo está sendo velado no Cemitério Quarta Parada, bairro da Água Rasa, mesmo local do seu sepultamento, marcado para 17h desta segunda-feira.

Com 330 jogos disputados pelo Corinthians (de acordo com o Almanaque do Timão, de Celso Unzelte), Cabeção conquistou dois títulos paulistas pelo Alvinegro (1951 e 1954) e o torneio Rio-São Paulo de 1953.

Enfrentou a dura conconrrência na meta corintiana com Gylmar dos Santos Neves, o que o levou a algumas saídas por empréstimo e até venda, para Bangu, Portuguesa de Desportos, Comercial e Juventus, mas sempre retornava ao Parque São Jorge, seu primeiro clube, por onde começou nos infantis, em 1938.

Encerrou sua carreira profissional em 1969 pela Portuguesa Santista.

Foi o reserva de Castilho na Copa de 1954, na Suíça.

Ronaldo Giovaneli, goleiro do Corinthians entre 1988 e 1990, prestou homenagem a Cabeção em seu Instagram. 

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE CABEÇÃO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Carlos Alberto Spina (ex-meia do Matsubara) ao lado de Cabeção em registro feito em setembro de 2019, na casa do saudoso Cabeção. Foto: arquivo pessoal de Cabeção

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa