Leco deixou a presidência tricolor e foi substituído por Júlio Casares. Foto: Rubens Chiri

Leco deixou a presidência tricolor e foi substituído por Júlio Casares. Foto: Rubens Chiri

Em seu discurso de despedida do São Paulo, o agora ex-presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, comentou seu período à frente do clube. O cartola, que será substituído por Júlio Casares, destacou as dificuldades no comando do Tricolor e recordou o momento complicado em que a equipe conviveu com a zona de rebaixamento no Brasileirão.

“O São Paulo teve o infortúnio de ver o presidente renunciar, vários traumas se verificaram, situação de muita dificuldade, onde o exercício da presidência exigiu superação, retomada de credibilidade, recuperação de perdas de conceito e autoestima dos são-paulinos”, afirmou Leco em seu discurso de despedida.

“Houve dificuldades no futebol e vocês não imaginam como é conviver no Z4 , nosso lugar é no G4, onde estamos agora. Mas as dificuldades imensas estruturais vividas pelo trauma da renúncia, causaram para o futebol uma profunda dificuldade. Vivemos ano de 2017 com um período dentro do Z4, na zona de descenso (...) Senhores sabem como isso dói e aflige a nós são-paulinos. Felizmente nós superamos. Hoje o São Paulo tem no seu CT da Barra Funda, no CFA de Cotia, no estádio e no Parque Social uma estrutura muito bem cuidada e que orgulha a todos nós são-paulinos”, recordou o ex-presidente tricolor.

Leco ainda fez um balanço de seu trabalho e afirmou que deixará um clube ajeitada para o novo presidente.

“Profissionalização e modernidade se desenvolveu e está consagrada agora de acordo com o interesse do novo presidente. Transparência e honestidade foram as marcas da gestão (...) Vou entregar o São Paulo arrumado e superado de traumas”, declarou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa