Jogadores contratados só para a competição não tinham a mesma vontade dos demais, algo diferente do que está acontecendo neste ano

Jogadores contratados só para a competição não tinham a mesma vontade dos demais, algo diferente do que está acontecendo neste ano


Marinho Saldanha
Do UOL, em Bento Gonçalves (RS)

Kleber participou pouco do primeiro semestre do ano passado pelo Grêmio. Se recuperando de lesão, viu o Tricolor ser eliminado na Libertadores para o Santa Fé, da Colômbia, nas oitavas de final. Segundo o Gladiador, a queda começou na montagem do time. Jogadores contratados só para a competição não tinham a mesma vontade dos demais, algo diferente do que está acontecendo neste ano.

"[Neste ano] Chegaram jogadores com sede, com fome de vitória mesmo, com vontade de ganhar, de dar um salto na carreira e na vida. Acho que faltou isso no ano passado. Tinham jogadores que, com todo respeito, tinham outra situação. Chegaram só para jogar a Libertadores, tinham alguns problemas... E acabamos pagando um preço por isso. Mas neste ano será diferente", disse.

Três jogadores se enquadram no perfil citado pelo Gladiador. André Santos, que chegou por empréstimo somente para a disputa do torneio e acabou como reserva de Alex Telles, Cris, também contratado para Libertadores e que acabou negociado, e Welliton, que chegou do futebol russo e no meio do ano foi repassado ao São Paulo.

A condição do camisa 30 em 2014 também é totalmente diferente do que houve na temporada passada. Sem qualquer problema de lesão, Kleber é o principal destaque da pré-temporada realizada na serra gaúcha e no primeiro jogo-treino do ano marcou logo dois gols.

"Eu comecei o ano passado operado, de muletas, e uma pré-temporada feita sozinho é totalmente diferente de com o grupo. Depois voltei e não consegui jogar. Fui começar a jogar mesmo a partir da parada para Copa das Confederações. Foram seis meses praticamente perdidos", disse.

A vocação ofensiva da equipe comandada por Enderson Moreira, na avaliação do Gladiador, vai acabar com o problema da falta de gols que ocorria no ano passado. O Grêmio jogava defensivamente e contava até com os atacantes para recuar. Algo que atrapalhava na hora de fazer os gols.

"Eu sei porque não fazíamos gols e todo mundo sabe. A prioridade do nosso time era marcar, e fizemos isso. Abrimos mão de muita coisa para ver o Grêmio na Libertadores. Recebemos críticas e é normal, estamos aí para isso. Aceitamos e respeitamos. Como jogamos futebol, entendemos. Sabemos porque não fizemos gols. Mas agora é uma situação totalmente diferente. Se os gols não saírem é porque realmente não conseguimos, não por conta do esquema", finalizou.

Os jogadores do Grêmio tiveram atividade física com bola na manhã deste domingo. À tarde, mais um treino técnico será realizado na pré-temporada que vai até dia 22, na cidade de Bento Gonçalves.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa