Barcelona é um dos interessados no atacante. Foto: Stephane Mahe/Reuters

Barcelona é um dos interessados no atacante. Foto: Stephane Mahe/Reuters

Um dia depois de publicar que o PSG está disposto a liberar Neymar em caso de boas propostas, o jornal "L´Equipe" detalhou os motivos deste posicionamento em sua edição de hoje. De acordo com a publicação, para considerar a possibilidade, o "clube levou em conta o comportamento do atacante, os problemas médicos e o surgimento da outra estrela na equipe".

A estrela em questão é Mbappé. Os dois chegaram juntos ao PSG, mas o francês que agora tem 20 anos mudou de status neste período, principalmente com a conquista da Copa do Mundo pela França.

Em entrevista à revista "France Football", o presidente do PSG deu indicações deste pensamento ao bancar Mbappé, dizendo ter 200% de certeza de sua permanência e que ele precisaria assumir mais responsabilidades.

Com Neymar, o discurso foi menos enfático. Disse que "ninguém o obrigou assinar com o PSG" ao explicar que não estava convencido de que o brasileiro estava aplicado ao projeto do clube. Em nenhum momento da entrevista ele assegurou com clareza que Neymar ficaria.

Em relação ao comportamento, a avaliação está relacionada a problemas extracampo durante a temporada. A presença do camisa 10 no Carnaval do Rio, em meio ao tratamento de lesão no pé direito, e o recado de irritação com os jovens do clube estão entre as atitudes que não agradaram a diretoria. Ele ainda começará a próxima temporada suspenso na Liga dos Campeões e da Supercopa da França,

No PSG, Neymar também tem sofrido com problemas de lesões. O jogador perdeu partidas importantes na Liga dos Campeões em suas duas temporadas no clube por conta de fraturas no pé direito. Ele também foi cortado da Copa América após contundir o tornozelo.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa