Treinador português teve seu nome gritado pela torcida rubro-negra no Maracanã. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Treinador português teve seu nome gritado pela torcida rubro-negra no Maracanã. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A eliminação do Flamengo na Copa do Brasil, em derrota para o Athletico-PR, na última quarta-feira (27) ficou marcada pelas manifestações da torcida rubro-negra, que xingou o técnico Renato Gaúcho e lembro o ex-comandante do clube, Jorge Jesus.

Nos minutos finais da partida, vencida por 3 a 0 pelo Furacão, os torcedores presentes no Maracanã gritam “olê, olê, olê, olê, Mister, Mister”, lembrando o canto que homenageava o português em sua passagem pelo clube em 2019.

Questionado sobre o assunto nesta sexta-feira (29), Jesus, hoje no Benfica, se mostrou feliz por ser lembrado.

“Se fico satisfeito por ser querido pelos torcedores de um clube? Só não ficava se fosse insensível. Foram imagens que me tocaram. Não sei o meu futuro, o meu contrato termina no final da época e a minha mala está sempre feita à porta. Um treinador vive dos resultados. Neste momento, o Benfica é a minha casa. Vim para Portugal com um objetivo bem definido”, disse o técnico da equipe lisboeta.

“Aquilo que é importante é que sou treinador do Benfica. Temos objetivos bem definidos. Quero que a águia voe alta para que estejamos sempre próximos de conquistar os títulos propostos. Não posso fugir deste pensamento. O Benfica é hoje, é amanhã, é todos os dias. Estamos sempre a pensar em como podemos melhorar o Benfica”, declarou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa