Éverson, goleiro do Peixe. Foto: Ivan Storti/Santos FC

Éverson, goleiro do Peixe. Foto: Ivan Storti/Santos FC

A reintegração de Éverson ao elenco do Santos desagradou grande parte dos torcedores do clube. Olhado com desconfiança desde que Sampaoli o colocou no lugar de Vanderlei – chamado de Vandermito pela torcida santista -, o goleiro caiu em desgraça na Vila Belmiro ao processar o Santos por falta de pagamento.

Éverson e seu staff perderam a causa.

E ainda terão de pagar R$ 400 mil pelas custas do processo trabalhista. Ainda não ficou claro quem irá arcar com esta dívida: Se o Santos, por liberalidade, ou o atleta.

Cuca aproveitou todos os generosos espaços que teve na mídia para dizer que foi ele o responsável pela reintegração do jogador.

Não é bem assim.

O técnico deve realmente ter conversado com Éverson e seu empresário. Assim como também tentou convencer o atacante Eduardo Sasha a retirar o processo trabalhista que movia com o Santos e voltar a treinar.

Sasha não quis retornar aos treinos e foi contratado pelo Atlético (MG), comandado pelo ex-treinador do Santos, Jorge Sampaoli.

Mas a conversa que Cuca teve com Éverson não foi preponderante para a volta aos treinos.

A situação é outra.

E fácil de explicar.

Éverson foi à Justiça do Trabalho reivindicar a rescisão de seu contrato com o Santos. Alegou que o clube não cumpria com suas obrigações como empregador.

A Justiça Trabalhista não acatou as reclamações do atleta. Ao não aceitar o pedido de rescisão de contrato, a volta ao trabalho do jogador passou a ser obrigatória. Caso o Santos não quisesse o jogador de volta, ou aceitasse que ele voltasse, mas para treinar separado dos outros jogadores do elenco, caberia um novo processo trabalhista.

E desta vez Éverson teria grandes chances de ganhar.

Ao permitir o retorno, mas com o aviso de que o goleiro agora passa a ser a quarta opção, o recado é claro.

Éverson foi reintegrado, mas a diretoria do clube fará o que for possível para negociá-lo.

Principalmente porque Éverson não terá paz se voltar a ser escalado como titular da equipe. Em tempos de jogos com portões fechados, o goleiro será muito criticado pelos torcedores nas mídias sociais. Reintegrar o goleiro, foi a saída que a diretoria encontrou para que Éverson entre em forma.

Enquanto isso, o clube vai se movimentar para tentar negociá-lo.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa