Francês resistiu pressão final de Sainz em Monza. Foto: Scuderia Alpha Tauri/Divulgação

Francês resistiu pressão final de Sainz em Monza. Foto: Scuderia Alpha Tauri/Divulgação

O francês Pierre Gasly, da Alpha Tauri-Honda, venceu pela primeira vez na Fórmula 1, no conturbado GP da Itália, oitava etapa do Mundial, disputado neste domingo (6) no tradicional circuito de Monza. As voltas finais guardaram fortes emoções, com a aproximação do espanhol Carlos Sainz (McLaren-Renault), que precisou se contentar com o segundo lugar, aliás, melhor posição dele na categoria, que havia sido terceiro colocado no GP do Brasil do ano passado.

Desde o GP de Mônaco de 1996 um francês não triunfava na categoria, ocasião em que Olivier Panis, com a igualmente francesa Ligier, ganhou nas ruas do Principado, em uma prova também fora dos padrões. A outra similaridade entre as duas corridas foi pelo fato de a Ligier, a exemplo da Alpha Tauri, ser empurrada por motor Honda, que na ocasião era desenvolvido pela Mugen. 

Também, para efeitos estatísticos, foi a primeira vitória da Alpha Tauri, novo nome da equipe que nasceu como Toro Rosso. Esta, porém, conta com uma vitória na Fórmula 1, naquela que também foi a primeira de Sebastian Vettel, justamente em Monza, no GP da Itália de 2008. Vale ressaltar, ainda, que a Toro Rosso, hoje Alpha Tauri, que é do grupo Red Bull, nasceu da aquisição da Minardi, mantendo até hoje a sede da antiga equipe italiana, na cidade de Faenza, na região da Emíia-Romana, o que tornou menos desalentador o domingo para os italianos, que viram os dois carros da Ferrari fora da prova (Vettel por problema de freios e Leclerc por acidente), com o hino italiano sendo executado por conta da localidade da sede da Alpha Tauri.

CARTAS EMBARALHADAS...

Uma desnecessária entrada do safety-car, para a remoção da Haas de Kevin Magnussen (com problema mecânico), embaralhou tudo na ordem natural das posições.

Hamilton, que largara na pole e liderava com tranquilidade, entrou justamente neste momento para sua troca de pneus, mas os boxes estavam fechados, o que acarretou em pena de parada com 10 segundos, tirando qualquer possibilidade de vitória do inglês, que acabou na sétima colocação. Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo), pelo mesmo motivo, também foi punido.

Com a corrida reiniciada, uma forte batida de Charles Leclerc na Parabólica. O monegasco perdeu a traseira do carro por um erro seu, e a barreira de pneus foi danificada, o que levou a direção de prova a acionar bandeira vermelha para que o local fosse recuperado. Tudo bem com Leclerc, que deixou sua Ferrari destruída. Falando em Ferrari, Sebastian Vettel abandonou logo no começo, com um problema de freios. Para sorte do alemão, o defeito aconteceu em uma chicane, e ele conseguiu usar a área de escape da mesma, derrubando duas contenções de isopor e ainda conseguindo levar seu carro aos boxes, com o disco de freio da roda traseira esquerda em chamas.

Depois de meia hora a prova foi reiniciada e logo na relargada, Hamilton manteve-se na frente mas em seguida foi aos boxes para cumprir sua punição e voltou na última colocação.

Assim, Pierre Gasly (Alpha Tauri) assumiu a liderança, mas vendo Carlos Sainz se aproximando muito com a McLaren, mas o espanhol não conseguiu superar o francês, mesmo chegando muito próximo nas duas últimas voltas. 

Depois de Gasly e Sainz, chegou Lance Stroll, com a Racing Point, completando um pódio absolutamente inesperado para o GP da Itália. 

O inglês Lando Norris (McLaren), foi o quarto, sem conseguir acompanhar o ritmo do companheiro de equipe Sainz. 

Valtteri Bottas, que fez uma péssima largada, caindo da segunda para a sexta colocação, sendo superado por todos que se aproximavam dele, terminou em quinto, seguido por Daniel Ricciardo (Renault), que fechou o top-6 italiano.

A Williams, que neste final de semana vivenciou sua última corrida com um membro da família Williams no comando, Claire Williams (a equipe foi vendida para um grupo de investimentos norte-americano), ficou próxima a marcar seu primeiro ponto na temporada, com o canadense Nicholas Latifi, que terminou em 11º. Assim, o time de Grove segue sendo o único zerado no Mundial.

CAMPEONATO

Com os seis pontos pelo sétimo lugar, mais um que ganhou de bonificação pela melhor volta, Hamilton segue na liderança do campeonato com 164 pontos. Bottas superou Verstappen e agora é o segundo colocado, com 117. Verstappen, que abandonou a prova na volta 31, com problema mecânico, caiu para terceiro, com 110. 

PRÓXIMO GP, TAMBÉM NA ITÁLIA

A próxima etapa acontece já no domingo que vem, dia 13, o GP da Toscana, em Mugello, pista que receberá a Fórmula 1 pela primeira vez e marcará a milésima corrida da Ferrari. Esta prova será a primeira da temporada com presença de público, ainda que de forma reduzida, com pouco mais de três mil lugares disponibilizados por conta da pandemia do novo coronavírus.

 

Gasly, de 24 anos, conquistando a máxima glória na categoria. Foto: Scuderia Alpha Tauri

CALENDÁRIO COMPLETO DA TEMPORADA DE 2020 DA F1:

5 de julho – GP da Áustria (Spielberg) - Vitória de Valtteri Bottas (Mercedes)
12 de julho – GP da Estíria (Spielberg) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
19 de julho – GP da Hungria (Hungaroring) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
2 de agosto – GP da Grã-Bretanha (Silverstone) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
9 de agosto – GP do Aniversário de 70 anos da Fórmula 1 (Silverstone) - Vitória de Max Verstappen (Red Bull-Honda)
16 de agosto – GP da Espanha (Barcelona) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
30 de agosto – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
6 de setembro – GP da Itália (Monza) - Vitória de Pierre Gasly (Alpha Tauri-Honda)
13 de setembro - GP da Toscana (Mugello)
27 de setembro - GP da Rússia (Sóchi)
11 de outubro - GP do Eifel (Alemanha, em Nurburgring)
25 de outubro - GP de Portugal (Portimão)
1º de novembro - GP da Emilia Romagna (Imola)
15 de novembro - GP da Turquia (Istambul)
29 de novembro - GP do Bahrein (Sakhir)
6 de dezembro - GP do Bahrein (Sakhir)
13 de dezembro - GP de Abu Dhabi (Yas Marina)


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa