Piloto paranaense fez uma ótima rodada dupla em Interlagos. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

Piloto paranaense fez uma ótima rodada dupla em Interlagos. Foto: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT

O paranaense Gabriel Casagrande, de 26 anos, piloto da equipe AMattheis Vogel, é o novo campeão da Stock Car. O piloto do carro 83 chegou ao seu primeiro título com duas provas consistententes, terminando a primeira da rodada dupla em terceiro e a segunda em terceiro lugar,  corridas realizadas neste domingo (12) em Interlagos. 

Daniel Serra (Eurofarma RC), único que poderia evitar o título de Casagrande, em busca de seu tetracampeonato, foi o segundo colocado na corrida 1 e o quarto na segunda.

As vitórias foram de Thiago Camilo (Ipiranga Racing) na primeira prova e de Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) na segunda.

Como Daniel Serra terminou a corrida 1 em segundo e Gabriel Casagrande em terceiro, a diferença entre Casagrande e Serra caiu de 27 para 23 pontos, com a vitória pela corrida 2 valendo 24 pontos. Assim, Casagrande precisava apenas de um 20º lugar para ficar com o título, independente da posição de Daniel.

A CORRIDA 1

Na largada, partindo da pole, Casagrande acabou perdendo a pole para Camilo, que teve mais ação ao final da reta e o superou no "S" do Senna. Daniel Serra manteve-se em terceiro.

Ao término da primeira volta os seis primeiros; Camilo, Casagrande, Serra, Lapenna, Camps e Baptista.

Na terceira volta, Navarro rodou na segunda perna do "S" do Senna após ser tocado por Foresti.

Toque entre Marcelo Hahn e Beto Monteiro na freada do "S" do Senna. Fim de prova para Monteiro, com grande avaria na parte lateral traseira de seu carro.

Um furo de pneu tirou Lapenna da prova na volta 5, na saída dos boxes, pouco antes da área de retorno à pista.

Casagrande e Serra foram para suas trocas de pneus, com o tricampeão voltando à frente de Casagrande.

Problema com Bruno Baptista na volta 10, com pneu furado. Boxes ainda abertos para as paradas obrigatórias.

Exclusão de dois pilotos por não terem feito suas paradas no período da janela obrigatória: Gaetano di Mauro e Guilherme Salas.

Restando cinco minutos para o término, os seis primeiros: Camilo, Serra, Casagrande, Campos, Khodair e Rossi.

Camilo conseguiu sua 37ª vitória, seguido por Sea e Casagrande. Julio Campos foi o quarto, Khodair o quinto e Rossi concluiu o top-6.

CORRIDA 2

Com o grid invertido, Galid Osman partiu em primeiro e Serra, que largou em nono, perdeu várias posições, caindo para 14º.

Bandeira amarela por conta de toque entre Suzuki e Ramos, com o carro de Suzuki em chamas. 

Mais tensão na disputa pela liderança, quando Cacá Bueno tentou superar Galid Osman e os dois rodaram no Laranjinha. Por muita sorte e ailidade dos pilotos que vinham atrás, nenhum dos dois foi atingido.

Assim, a liderança passou para Marcos Gomes, mas depis das paradas, Ricardo Mauricio assumiu a ponta, seguido por Ricardo Zonta e Gomes, que caiu para terceiro. Em seguida, Casagrande superou Gomes e subiu para terceiro, com Serra em quarto, posições que não foram alteradas até a bandeira quadriculada.

PRÓXIMA TEMPORADA

A Stock retorna para a temporada de 2022 em 13 de fevereiro, mas, a exemplo das demais etapas, não divulgou os locais das corridas. A rodada final está marcada para 20 de novembro.

      

  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa