Britânico ganhou em Budapeste pela oitava vez. Foto: AMG-Mercedes F1

Britânico ganhou em Budapeste pela oitava vez. Foto: AMG-Mercedes F1

Partindo da pole, o hexacampeão Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu neste domingo (19) o GP da Hungria, terceria etapa do Mundial, disputada no circuito de Hungaroring, em Budapeste, seu 86º triunfo na Fórmula 1, categoria pela qual ele compete desde 2007. Foi a oitava vitória de Hamilton na Hungria, recorde absoluto no traçado magiar.

A condição de pista molhada no começo da prova embaralhou um pouco a ordem natural do grid, mas o britânico foi um daqueles que não se abalou, fez seu trabalho com perfeição para vencer de ponta a ponta a etapa magiar, sem sofrer ameaça "doméstica", uma vez que Bottas largou mal e caiu para sexto, para depois buscar recuperação e terminar em terceiro.

VERSTAPPEN: ERRO NA VOLTA DE INSTALAÇÃO E BRILHANTE CORRIDA

Max Verstappen, sempre habilidoso na chuva, surpreendeu por um erro na volta de instalação, batendo na proteção de pneus. danificando a asa dianteira e alguns componentes da suspensão dianteira direita de sua Red Bull. Mas o dano foi sanado pelos mecânicos nos 23 minutos que restavam para o início da prova, no grid, e ele fez o que estava ao seu alcance, terminando a prova em segundo lugar, mantendo-se à frente de Bottas que se aproximou nas voltas finais. O finlandês da Mercedes, que fez uma péssima largada, terminou em terceiro.

FIGURANTES...

O canadense Lance Stroll, da Racing Point, terceiro no grid, terminou em quarto lugar, seguido Alexander Albon (Red Bull) e Sebastian Vettel (Ferrari), quinto e sexto colocados, respectivamente. Vettel, aliás, foi o único da Ferrari a pontuar na Hungria. Com uma prova atrapalhada, Leclerc foi apenas o 11º. A Haas conseguiu seu primeiro ponto, com Kevin Magnussen, que terminou em décimo lugar. Ele recebeu a bandeira quadriculada em nono, mas teve um acréscimo de 10 segundos em seu tempo total por ter se comunicado com sua equipe durante a volta de apresentação, o que é proibido. Assim, após três etapas, apenas a Williams segue zerada na tabela de construtores.

CAMPEONATO

Com o resultado, Lewis Hamilton assumiu a liderança do campeonato com 63 pontos, marcando 25 pela vitória e mais um por ter feito a volta mais rápida. Bottas, o vice-líder, soma 58. Max Verstappen está em terceiro com 33 pontos, seguido por Lando Norris (26), Alexander Albon (22) e Sergio Pérez, também com 22.

Entre os construtores, amplo domínio da Mercedes, com 121 pontos. A Red Bull é a segunda colocada com 55, seguida pela McLaren, que soma 40.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO GP DA HUNGRIA (HUNGARORING) - BUDAPESTE

Após a divulgação da tabela de tempos, foi divulgada penalização a Kevin Magnussen, por ter feito estabelecido comunicação com sua equipe durante a volta de apresentação, o que é proibido. Com isso, seu tempo final teve um acréscimo de 10 segundos e ele caiu para o décimo lugar. Romain Grosjean, seu companheiro de equipe, fez o mesmo e também foi punido da mesma forma, caindo do 15º para o 16º lugar. A comunicação foi feita porque ambos perguntaram se poderiam, antes da largada, durante a volta de aquecimento, irem aos boxes para trocar os pneus de chuva para seco.

A CORRIDA

No alinhamento para o grid, Verstappen perdeu o controle no asfalto molhado e bateu na proteção de pneus, danificando o aerofólio dianteiro. Ele conseguiu chegar ao grid sem problemas e os mecânicos promoveram a troca.

Na largada, Hamilton manteve-se em primeiro enquanto Bottas, o segundo do grid, caiu para sexto. Stroll pulou para segundo, Verstappen foi para terceiro, seguido por Vettel e Leclerc.

Antes da largada, após a volta de instalação, os dois carros da Haas foram aos boxes para trocar pneus de pista molhada para slicks. No pelotão da frente, os dois primeiros que fizeram o mesmo foram Leclerc e Bottas. Em seguida, Hamilton e Vettel e Stroll. A pista estava mais seca e isso justificava a modificação.

Após as paradas, quem mais se beneficiou foi a Haas, pois seus dois pilotos apareciam em terceiro e quarto, com Magnussen e Grosjean.

À frente, Hamilton e Verstappen, os dois primeiros na volta 6. Uma volta depois, Stroll ganhou o quarto lugar de Grosjean e foi à caça de Magnussen.

Disputa entre Bottas e Leclerc. Na primeira tentativa o monegasco conseguiu manter-se à frente, mas na segunda o finlandês o superou, subindo para o sexto lugar. Logo depois ele deixou Grosjean para trás e subiu para o quinto posto.

Mais atrás, três carros em ritmos parecidos. Leclerc, Abon e Vette, sétimo, oitavo e nono, respectivamente.

Gasly, que largou em décimo após de problemas de motor, foi o primeiro a abandonar, aparentemente com problema no propulsor da Honda se sua Alpha Tauri, na volta 17.

Bela manobra de Albon sobre Leclerc na volta 18, para ultrapassá-lo. Na volta seguinte foi a vez de Vettel superar Leclerc.

Os seis primeiros na volta 20: Hamilton, Verstappen, Stroll, Bottas, Magnussen e Grosjean. A vantagem de Hamilton para Verstappen na casa de 11 segundos.

Leclerc, se queixando dos pneus macios, foi aos boxes na volta 21. Estratégia furada da Ferrari, com o composto mais aderente na parada anterior. Ele voltou à pista com o composto branco (duro), para tentar fazer o restante da prova sem mais nenhuma parada, torcendo para não chover mais. Ele voltou em 15º.

Vettel nos boxes na volta 30 para nova troca de pneus. 

Depois de uma disputa intensa, Leclerc finalmente conseguiu superar Norris e ganhar o 13º lugar na volta 33.

Bottas e Stroll pararam para troca de pneus e o finlandês ganhou a posição do canadense.

Parada de Hamilton na volta 38 para troca de pneus.

Posições na volta 38: Hamilton, Verstappen Bottas, Stroll, Riccciardo e Sainz.

Bottas, em terceiro, começou sua luta pelo segundo lugar, encostando em Verstappen na volta 47.

Bottas parou para mais uma troca na volta 50, apostando em estar com melhores pneus na parte final da prova para ganhar a posição de Verstappen.

Os seis primeiros colocados na volta 50: Hamilton, Verstappen, Bottas, Stroll, Vettel e Albon.

Bottas, com uma sequência de voltas rápidas, voltou a colocar Verstappen em sua alça de mira.

Disputa pela décima posição na volta 61 com Sainz Jr. superando Leclerc em manobra roda a roda, justamente entre aqueles que serão companheiros de equipe na próxima temporada, pela Ferrari.

Restando três voltas, Hamilton parou para calçar sua Mercedes com o composto mais macio da Pirelli para tentar a volta mais rápida e buscar o bônus de um ponto, o que de fato ele acabou conseguindo.

Mesmo se aproximando de Verstappen no final, Bottas não conseguiu superá-lo. No pódio, Hamilton, Verstappen e Bottas.

PRÓXIMA ETAPA

Após três finais de semana consecutivos com GPs, a F1 faz uma pausa e só retorna no começo do próximo mês, dia 2 de agosto, o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone.

No ano passado a pole foi de Valtteri Bottas, com a marca de 1min25s093, mas a vitória foi de Lewis Hamilton, seguido de Bottas e Charles Leclerc.

Aliás, Silverstone receberá duas provas consecutivamente. A outra, uma semana depois (9 de agosto) foi batizada de GP do Aniversário de 70 anos da Fórmula 1. A exemplo do que aconteceu nas duas primeiras corridas, na Hungria, esta foi uma alternativa que a categoria encontrou em meio à pandemia do novo coronavírus, que levou ao cancelamento de várias etapas e remanejamento de datas de outras.

CALENDÁRIO CONFIRMADO (POR ENQUANTO) PARA A TEMPORADA DE 2020:

5 de julho – GP da Áustria (Spielberg) - Vitória de Valtteri Bottas (Mercedes)
12 de julho – GP da Estíria (Spielberg) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
19 de julho – GP da Hungria (Hungaroring) - Vitória de Lewis Hamilton (Mercedes)
2 de agosto – GP da Grã-Bretanha (Silverstone)
9 de agosto – GP do Aniversário de 70 anos da Fórmula 1 (Silverstone)
16 de agosto – GP da Espanha (Barcelona)
30 de agosto – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps)
6 de setembro – GP da Itália (Monza)
13 de setembro - GP da Toscana (Mugello)
27 de setembro - GP da Rússia (Sóchi)


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOUTUBE 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa