O famoso "apito amigo" entra campo e faz novas vítimas

O famoso "apito amigo" entra campo e faz novas vítimas

O comandante deste portal, Milton Neves, inventou o tal “apito amigo”, que virou referência quando se trata de erros de arbitragem. Por isso é muito comum nos dias de hoje, dizer que o time perdeu porque o apito amigo entrou em campo.

O curioso, e chega até ser uma perseguição, é que o nosso personagem sempre acaba favorecendo os chamados “times de camisa”. Seria ele um “anti-pequeno” ?

O Paulistão mal começou, até agora foram somente duas rodadas, e pelo menos quatro reclamações. Na abertura, o penalti polêmico que favoreceu a estreiante Água Santa no confronto diante da Ferroviária.

O time de Diadema venceu em função deste penalti, que na minha opinião, embora tenha sido um lance interpretativo, já que a bola chutada bateu no braço do jogador da Ferroviária, que não teve nenhuma intenção, não ocorreu.

Mas para ter repercussão, a polêmica deveria acontecer num jogo de maior visibilidade, e o “apito amigo” voltou a cena no jogo do Timão. Contra o XV de Piracicaba, na Arena de Itaquera, jogo difícil, o Corínthians não fazia um boa partida até surgir o nosso personagem...

O autor do gol, Romero, embora não tivesse participado do primeiro lance, só poderia fazer o gol se Elias, lançado por Rodriguinho, tivesse tocado na bola, mas isso não aconteceu, portanto, gol ilegal.

Confesso, e sem fazer média com ninguém, mas foi um lance complicado, difícil de ser observado, assim, podemos até dar um descontinho para a arbitragem.

Na 2ª rodada, mais dois grandes em campo e novos erros a favor deles. Curioso, mas o “apito amigo” é ensinado, e definitivamente contra os pequenos.

O São Bento perdia para o Palmeiras, no Pacaembú, e Éder, em lance de bola parada, fez de cabeça o gol de empate, mas o auxiliar levantou o seu instrumento assinalado impedimento, que não houve. Lance de difícil percepção, um gol mal anulado, e que prejudicou o time do interior, que poderia ter vencido a partida.

Na Vila Belmiro, no jogo entre Santos e Ituano, Marcão, aproveitando cruzamento em lance de bola parada, igualou o placar, mas a arbitragem entendeu que o jogador estava em posição irregular, e não estava, mais um erro, e outra vez contra o pequeno.

Os erros não são mais novidades, há um bom tempo vem acontecendo, e com freqüência. A FPF sabe da importância, e necessidade em corrigir esta falha o mais rápido possível, e a primeira providência foi demitir o Cel Marinho, que chefiava o departamento. Mas como num time de futebol, muitas vezes demitir o treinador não é suficiente, substituir alguns “jogadores do apito” parece ser inevitável.

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa