Sueco tomou a ponta da prova após a segunda bandeira vermelha. Foto: IndyCar

Sueco tomou a ponta da prova após a segunda bandeira vermelha. Foto: IndyCar

O sueco Marcus Ericsson (Chip Ganassi-Honda) conseguiu sua primeira vitória na IndyCar, na prova 1 da etapa de Detroit, disputada neste sábado em Belle Isle, mesma prova em que seu compatriota Felix Rosenqvist sofreu um fote acidente e precisou ser removido a um hospital local para exames mais detalhados. Mas ele saiu consciente do carro.

A vitória de Ericsson, que largou em 15º lugar, foi definida apenas nos minutos finais, após o acidente de Romain Grosjean, que provocou a segunda bandeira vermelha da prova.

O australiano Will Power era o líder e relargaria na ponta, mas o motor Chevrolet de seu Penske apresentou problema e ele partiu com atraso, depois de todo o pelotão ser liberado.

VITÓRIA EM SUA TERCEIRA TEMPORADA PELA INDYCAR

O vitorioso Ericsson, que está com 30 anos, está em sua terceira temporada pela IndyCar, e seu melhor resultado havia sido exatamente em Detroit, em 2019, ocasião em que terminou em segundo lugar.

Antes da Indy, Marcus Ericsson disputou cinco temporadas na Fórmula 1, por Caterham (em 2014) e Sauber, entre 2015 e 2018, sem jamais ter conseguido um pódio. Alás, em 2015 e 2016 ele teve como companheiro de equipe o brasileiro Felipe Nasr, hoje piloto da IMSA, categoria norte-americana de protótipos, pela equipe Action Express, formando a dupla do Cadillac #31 com outro brasileiro, Pipo Derani.

DISPUTA ACIRRADA PELO SEGUNDO LUGAR

O pódio em Detroit foi completado pelo holandês Rinus VeeKay e o mexicano Pato O´Ward (o pole) em segundo e terceiro lugares, que travaram uma disputa quente pelo segundo posto nas voltas finais.

Takuma Sato perdeu rendimento na relargada mas conseguiu garantir-se em quarto lugar, seguido por Graham Rahal e Santino Ferrucci, quinto e sexto colocados, respectivamente.

A corrida 2 da etapa de Detroit acontece neste domingo (13) a partir das 13h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo pela TV Cultura de São Paulo.

ACIDENTE DE FELIX ROSENQVIST

A forte batida do sueco Felix Rosenqvist, na curva 6 do traçado de Belle Isle aconteceu na volta 24. Ele não disputava posição e foi direto, com forte impacto na proteção de pneus, com um aparente travamento do acelerador. Houve a paralisação da prova, com o acionamento de bandeira vermelha, tanto para a remoção do piloto de sua McLaren-Chevrolet como para a reconstrução do muro e da barreira de pneus.

ABAIXO, O VÍDEO DO ACIDENTE

CLASSIFICAÇÃO FINAL (15 PRIMEIROS COLOCADOS)

 


     

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa