A briga por uma vaga ainda contará com um confronto direto entre os times

A briga por uma vaga ainda contará com um confronto direto entre os times

Do UOL, em São Paulo

A disputa na Série B está embolada para a rodada decisiva, no próximo fim de semana. Quatro times chegam com chances matemáticas de garantir o acesso para a elite do Campeonato Brasileiro na última rodada da competição. Para acirrar ainda mais, a briga por uma vaga na Primeira Divisão ainda contará com um confronto direto entre os times.

Após o acesso antecipado de Fortaleza e Goiás, a disputa pelas outras duas vagas está entre Avaí, Ponte Preta, CSA e Atlético-GO. Com exceção do último da lista, todos dependem apenas de si para alcançar o objetivo.

Veja o que cada time precisa fazer para garantir o acesso

Avaí (60 pontos, 16 vitórias, saldo de gols +18 e 50 gols pró)

O Avaí é o time em situação mais confortável na disputa. Na terceira posição com 60 pontos, o clube de Florianópolis jogará em casa e precisa apenas de um empate no duelo direto contra a Ponte Preta para assegurar a volta à elite. Em caso de derrota, a equipe ainda garante o acesso desde que o CSA não vença o já rebaixado Juventude.

Ponte Preta (59 pontos, 16 vitórias, saldo de gols +12 e 42 gols pró)

Para não depender de combinação de resultado, a Ponte precisa vencer o Avaí em confronto direto na Ressacada. Em caso de empate, o time de Campinas precisa torcer para um tropeço do CSA. Se sair derrotada, a Ponte Preta dependerá da derrota do CSA e de um eventual desempate em saldo de gols se o Atlético-GO vencer o Paysandu fora de casa.

CSA (59 pontos, 16 vitórias, saldo de gols +10 e 47 gols pró)

O CSA, embora esteja fora da zona de classificação para a Série A neste momento, ainda depende apenas de si para garantir o acesso. Se vencer o Juventude fora de casa, a equipe obrigatoriamente encerrará a disputa à frente de Avaí ou Ponte Preta, que se enfrentam na rodada decisiva. Em caso de empate, o time alagoano alcança o objetivo desde que a Ponte seja derrotada pelo Avaí. Se derrotado, o CSA terá que torcer para a derrota da Ponte e ainda assim esperar que os resultados da rodada o deixem com saldo de gols acima do rival.

Atlético-GO (56 pontos, 15 vitórias, saldo de gols +3 e 52 gols pró)

A missão mais complicada para garantir o acesso é do Atlético-GO. Além de vencer o Paysandu fora de casa, o time goiano precisa torcer por derrotas de Ponte Preta e CSA, e ainda tirar uma grande diferença no saldo de gols. No momento, o Dragão possui nove e sete gols de saldo a menos em relação a Ponte e CSA, respectivamente.

Seis times lutam contra rebaixamento para a Série C
Além da disputa pelo acesso, a última rodada também contará com duelos decisivos na briga contra a queda para a Série C do Campeonato Brasileiro. Com Boa Esporte, Juventude e Sampaio Corrêa já rebaixados, outros seis times tentam escapar da vaga derradeira do descenso. Os ameaçados na 38ª rodada são: Paysandu, Criciúma, Oeste, CRB, Figueirense e São Bento.

Paysandu (43 pontos, 10 vitórias, saldo de gols -8 e 40 gols pró)

O Paysandu chega ao último jogo na zona de rebaixamento, mas com chances de escapar. A equipe enfrenta o Atlético-GO e precisa vencer, além de contar com ao menos um tropeço dos rivais contra o rebaixamento, sendo que Figueirense e São Bento precisariam perder e ainda verem uma diferença alta de saldo de gols despencar em uma rodada. O empate complica a situação e só livra o time da queda se o Criciúma perder por três gols de diferença. A derrota rebaixa o Papão.

Criciúma (44 pontos, 14 vitórias, saldo de gols -6 e 43 gols pró)

O Criciúma escapa da queda se vencer o Sampaio Corrêa na última rodada. Se tropeçar, a equipe terá que secar Paysandu e Oeste para se manter na Série B.

Oeste (45 pontos, 9 vitórias, saldo de gols -4 e 36 gols pró)

O Oeste precisa de uma vitória diante do lanterna Boa Esporte para não depender de mais nenhum resultado. Se tropeçar, o time paulista terá que torcer contra Paysandu e Criciúma para não correr risco de ir para a Série C.

CRB (45 pontos, 11 vitórias, saldo de gols -5 e 33 gols pró)

O CRB terá confronto direto contra o Figueirense, que também está ameaçado pela queda. Se vencer, o time alagoano está livre. Em caso de tropeço, a equipe dependerá de tropeço de Paysandu, Criciúma ou Oeste.

Figueirense (46 pontos, 11 vitórias, saldo de gols -2 e 47 gols pró)

O Figueirense precisa de apenas 1 ponto no confronto direto contra o CRB para se livrar da queda. Se perder a partida, a equipe só será rebaixada se Oeste, Criciúma e Paysandu vencerem seus confrontos. Este último ainda precisará tirar uma diferença de seis gols em relação ao time catarinense no saldo.

São Bento (46 pontos, 11 vitórias, saldo de gol 0 e 39 gols pró)

O São Bento tem chance mínima de queda. Para cair, a equipe precisa perder o jogo contra o Vila Nova e ver Paysandu, Criciúma, Oeste e CRB vencerem seus compromissos. Além disso, o time ainda teria que ser superado no saldo de gols por Paysandu e Figueirense ao término da rodada.

(Foto: Divulgação/Ponte Preta - retirada do UOL)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    64
  • 2 Pal
    54
  • 3 San
    51
  • 4 São
    46
  • 5 Cor
    44
  • Veja tabela completa