Melhor na primeira etapa, o São Paulo seguiu superior no retorno do intervalo

Melhor na primeira etapa, o São Paulo seguiu superior no retorno do intervalo

No possível último jogo de Osorio no comando do São Paulo, o técnico e seus comandados deixaram a torcida feliz na noite desde sábado (3). No Morumbi, o clube paulista derrotou o Atlético-PR por 1 a 0 em confronto da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro com gol solitário de Rogério, que também teve outro tento anulado equivocadamente no primeiro tempo.

A vitória leva o São Paulo aos 46 pontos, suficientes para deixar para trás provisoriamente o rival Palmeiras, com 45, e entrar no G-4 da competição. Derrotado, o clube paranaense ficou com 38 pontos, ocupando o 11º lugar.

O São Paulo mostrou um futebol envolvente desde o início da partida, superando seguidas vezes a bagunçada defesa do Atlético-PR. O time rubro-negro, embora mal na retaguarda, levava perigo à meta de Rogério Ceni, embora chegasse até ela com pouca frequência. Depois de insistir, a equipe da casa conseguiu sair na frente com Rogério, que aproveitou uma furada de Paulo Henrique Ganso para fazer o primeiro gol aos 26min da etapa complementar.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Data e hora: 3 de outubro de 2015, 21h de Brasília
Local: Estádio Morumbi
Árbitro: Igor Júnior Benevenuto (MG)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões amarelos: Hernani, Eduardo e Marcos Guilherme (Atlético-PR)
Gols: Rogério, aos 26min do segundo tempo.

São Paulo: Rogério, Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Matheus Reis; Thiago Mendes, Hudson e Paulo Henrique Ganso (Wesley); Centurión (Auro), Alexandre Pato e Rogério (Edson Silva)
Técnico: Juan Carlos Osorio

Atlético-PR: Weverton, Eduardo, Christián Vilches, Kadu e Sidcley; Hernani (Ewandro), Otávio, Marcos Guilherme, Bruno Mota e Daniel Hernández (Nikão); Crysan (Walter)
Técnico: Sérgio Vieira

Primeiro tempo

O São Paulo começou bem a partida, impondo um ritmo na partida de orgulhar o técnico Juan Carlos Osorio, que foi evasivo logo antes do apito inicial quando questionado se seguiria no comando do clube. Alternando bem o jogo entre os pontas Centurión e Rogério, a equipe paulista chegou com perigo e chegou a marcar um gol mal anulado com o camisa 17, que aproveitou rebote de Weverton após chute de Alexandre Pato. Desorganizado na retaguarda, o Atlético-PR sofreu com a pressão do rival, mas conseguiu chegar bem no ataque, embora não tenha vazado Rogério Ceni. O setor do campo mais movimentado foi o direito do ataque são-paulino, onde Centurión levou a melhor na maioria dos duelos com Sidcley, além de Thiago Mendes aparecer bem para dar apoio ao atacante.

Segundo tempo

Melhor na primeira etapa, o São Paulo seguiu superior no retorno do intervalo. Thiago Mendes e Centurión continuaram como os melhores do São Paulo em campo. O meia, em especial, se movimentou por todo o campo e foi o principal responsável pela ligação entre defesa e ataque, chegando perto, inclusive, de marcar um gol. O placar só foi movimentado aos 26min, quando Rogério aproveitou uma tentativa frustrada de finalização de Ganso e mandou chute firme de direita para as redes de Weverton.

MELHORES

Rogério, São Paulo

Autor do gol da vitória, atacante teve outro tento anulado na etapa inicial e deu dor de cabeça à defesa do Atlético-PR.

PIORES

Sidcley, Atlético-PR

Lateral esquerdo do Atlético-PR foi a porta de entrada para a maior parte dos ataques perigosos do São Paulo, que chegou seguidas vezes pela direita com Centurión e Thiago Mendes.

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa