Aos 42 anos, o goleiro titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2006 cogita seguir em atividade por mais duas temporadas

Aos 42 anos, o goleiro titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2006 cogita seguir em atividade por mais duas temporadas

Dida está livre no mercado e em breve não será apenas goleiro. Com o contrato junto ao Internacional prestes a terminar, ele iniciou curso de treinador na CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Só que ainda vai ouvir propostas e, dependendo, pode atuar em 2016.

Aos 42 anos, o goleiro titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2006 cogita seguir em atividade por mais duas temporadas. Interessados existem, mas nenhuma negociação tomou corpo ainda.

Na sexta-feira, Dida participou da aula inaugural do curso de treinador da CBF. Ele está inscrito na turma da chamada "licença A", que tem carga horária de 210 horas e é o único no Brasil a fornecer certificado reconhecido pela Conmebol e Fifa.

Antes, o goleiro com passagens por Vitória, Cruzeiro, Corinthians, Milan, Portuguesa e Grêmio participou do curso de Gestão Técnica no Futebol, realizado pela Universidade do Futebol.

Reserva em todo ano de 2015, Dida foi elogiado por Alisson – titular do Inter e da seleção brasileira em seus jogos mais recentes. Nas palavras do camisa 22, o goleiro ajudou no dia a dia sendo uma espécie de mentor.

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa