Não foi nesta edição que a Holanda conseguiu, enfim, conquistar o Mundial. Depois de ser vice em 1974, para a Alemanha, em 1978, para a Argentina, e em 2010, para a Espanha, novamente, ficaram pelo caminho. O carrasco foi, novamente, a Argentina, que precisou dos pênaltis para eliminar os laranjas, dessa vez na semifinal.

Contra os argentinos, a Holanda não foi bem. A Argentina teve chances mais reais e poderia ter matado o jogo em uma chance clara de Higuain. Robben, como sempre, foi o grande destaque. As principais jogadas holandesas vieram com ele, porém Sneijder e Van Persie não estiveram bem. O time não foi aquela seleção que vinha apresentado um futebol maravilhoso nesta Copa. Porém, se os holandeses não perderam no tempo normal e nem na prorrogação, muito se deve ao zagueiro Vlaar. FOi uma fortaleza. Como o futebol é muitas vezes injusto, perdeu uma das cobranças, assim como Sneijder.

A Holanda é melhor que a Argentina. É fato. Claro que os hermanos tem um jogador melhor que todos da atualidade, que se chama Messi (sério, Thomas?), mas os europeus tem um conjunto melhor. Esse foi o caso da melhor seleção que ficou pelo caminho.

Apesar da luta, novamente, ficou no quase.

A Holanda encantou o Brasil com seu futebol técnico e raçudo. Muito por conta de Robben, na opinião do colunista, o melhor jogador da Copa.

Agora, depois do que aconteceu com a seleção brasileira, frente a Alemanha, terá que enfrentar os holandeses pela disputa de 3° lugar. Só não vale outro 7x1, ok, Felipão?

Thomas Lagôa

www.futebolapaixonante.wordpress.com/www.futebolapaixonante.webs.com

Twitter: @thomaslagoa

Facebook: /thomaslagoa

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa