Ronaldo disse que pagou os valores como forma de dar um voto de confiança ao projeto do clube. Foto: Rodrigo Sanches/Cruzeiro

Ronaldo disse que pagou os valores como forma de dar um voto de confiança ao projeto do clube. Foto: Rodrigo Sanches/Cruzeiro

O Cruzeiro deu um passo importantíssimo para finalmente se livrar do transfer ban imposto pela Fifa e ficar livre para registrar novos atletas. Por meio de carta publicada pelo proprietário do clube, Ronaldo, a Raposa informou que realizou os pagamentos das dívidas que geraram a punição e agora aguarda a liberação da entidade máxima do futebol.

A dívida total era superior a R$ 20 milhões. Conseguindo a liberação, o clube mineiro fica autorizado a registrar os 11 jogadores contratados para 2022.

Com valores acumulados ao longo dos anos, o Cruzeiro devia ao Defensor, do Uruguai, pela compra de Arrascaeta, ao Mazlatán, do México, por Riascos, e ao Tigres, também do México, por Rafael Sóbis.

Em seu comunicado, Ronaldo afirmou que os valores pagos na última segunda-feira (24) não estavam no planejamento inicial e mostram um voto de confiança na recuperação do clube de sua parte.

“Esse pagamento não estava previsto para o momento atual – estamos em período de diligência e ainda não assinamos o contrato de compra que me confirmará como acionista majoritário da SAF. Meu movimento é um voto de confiança na recuperação da nossa casa e um passo firme em direção a um novo Cruzeiro – austero, forte, comprometido e respeitoso”, escreveu o Fenômeno.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa