Ganso se mostrou animado em retornar ao Santos no período da Copa do Mundo

Ganso se mostrou animado em retornar ao Santos no período da Copa do Mundo

Samir Carvalho
Do UOL, em Santos (SP)

O Santos tentou silenciosamente repatriar o meia Paulo Henrique Ganso. O atleta passou férias no litoral paulista durante o período de Copa do Mundo e estava animado em voltar a vestir a camisa santista. No entanto, o UOL Esporte apurou que uma proposta de empréstimo por seis meses e a contratação do costarriquenho Bryan Ruiz esfriaram o negócio.

Em conversas com representantes do Sevilla, da Espanha, time atual de Ganso, a ideia era que clube paulista pagasse 1,5 de euros (R$ 6,7 milhões) pelo empréstimo de seis meses para que o jogador retornasse a Vila Belmiro.

O Santos não gostou da ideia pois Ganso está praticamente em inatividade na Europa e, na visão do departamento de futebol do clube, o atleta demoraria para recuperar a sua melhor forma física ou nem alcançaria este objetivo neste período.

O projeto para o retorno de Ganso declinou de vez quando o Santos procurado pelo estafe de Bryan Ruiz após a eliminação da Costa Rica na fase de grupos da Copa do Mundo, da Rússia. Diretoria e comissão técnica santistas entendem que os dois jogadores teriam dificuldades jogando no mesmo time, pois são atletas de boa qualidade técnica, porém de pouca velocidade em campo.

Sem espaço na Europa, o costarriquenho pediu para voltar a negociar com o Santos e concretizou em três dias a sua transferência para o alvinegro praiano. Com Bryan Ruiz contratado e custando cerca de R$ 500 mil mensais, somando impostos, a diretoria santista preferiu não avançar mais nas tratativas com Ganso.

Além de 1,5 de euros (R$ 6,7 milhões) pela liberação de Ganso, a diretoria santista descobriu que Paulo Henrique Ganso custaria cerca de R$ 750 mil mensais para voltar a defender o alvinegro praiano. Em um contrato mais curto, o jogador até aceitaria ganhar menos, mas os santistas sabem que não pagaria menos do que R$ 600 mil mensais.

Ganso foi revelado pelo Santos em 2009 ao lado de Neymar. A dupla brilhou em 2010 e 2011, conquistando três títulos neste período: Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Copa Libertadores da América.

No entanto, Ganso entrou em rota de colisão com a diretoria do Santos, comandada por Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, na época. A novela entre as partes começou em 2010, quando o clube desistiu de apresentar ao jogador um plano de carreira semelhante ao oferecido a Neymar. A diretoria santista voltou atrás no "acordo" após o atleta sofrer uma grave lesão no joelho.

O jogador acredita que foi desvalorizado pelo clube, já que a diretoria santista não o procurou durante o processo de recuperação. Por conta disso, Ganso foi vendido ao São Paulo em 2012. Durante as negociações para se transferir para o clube do Morumbi e também em jogos que defendeu o tricolor na Vila Belmiro, o meia sempre foi chamado de mercenário pelos torcedores e recebeu até "chuva de moedas" em um dos jogos em que visitou o alvinegro praiano.

Foto: Leonardo Soares/UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa