Melo teve atuação magistral no meio-campo, controlando o ritmo, distribuindo passes incisivos e protegendo bem a defesa

Melo teve atuação magistral no meio-campo, controlando o ritmo, distribuindo passes incisivos e protegendo bem a defesa

Do UOL, em São Paulo

Depois de toda a polêmica do jogo de ida, o Palmeiras não deixou margem para discussão e atropelou o Novorizontino por 5 a 0 na noite de hoje, no Pacaembu, carimbando a classificação para a semifinal do Campeonato Paulista. Se o VAR foi o vilão alviverde na primeira partida, gerando muita reclamação por causa do gol marcado pelo time do interior no empate por 1 a 1, desta vez a tecnologia atuou "a favor" na marcação de dois pênaltis para o Verdão.

Felipe Melo, Ricardo Goulart, Gustavo Scarpa (duas vezes) e Dudu fizeram os gols. O Palmeiras dominou completamente o jogo, controlou a bola e quase não foi ameaçado pelo time do interior, em uma das melhores atuações da equipe na temporada.

Agora dono da melhor campanha do Paulista, o time de Felipão aguarda para saber quem será seu adversário na semifinal. O oponente será o classificado com a pontuação mais baixa, que pode ser São Paulo, Ituano ou Ferroviária. O Verdão faz o primeiro jogo da semi fora de casa, no próximo final de semana, provavelmente no sábado.
O melhor: Felipe Melo

O volante teve atuação magistral no meio-campo, controlando o ritmo, distribuindo passes incisivos e protegendo bem a defesa. Abriu o placar com uma cabeçada certeira e ainda levantou a torcida com um drible seco no segundo tempo. Foi substituído quando a fatura já estava definida.
O pior: Felipe Marques

O atacante mal conseguiu pegar na bola e ofereceu pouco perigo à retaguarda do Palmeiras. Foi também prejudicado pelo desempenho coletivo bem tímido do Novorizontino. Acabou substituído na segunda etapa.
Palmeiras começa bem e marca com 5 minutos

O Palmeiras começou a partida controlando as ações, dominando o meio-campo e conseguindo ótimas inversões de jogo com Bruno Henrique e Felipe Melo. Felipe, aliás, teve seu excelente início coroado com um gol logo aos 5 minutos: Dudu bateu escanteio da direita e o camisa 30 palmeirense subiu sozinho na segunda trave para desviar forte de cabeça e balançar a rede.
De novo na bola aérea, Palmeiras amplia

Não deu nem tempo de o Novorizontino respirar. O Palmeiras continuou em cima do time visitante, ampliou a pressão e fez o segundo já aos 9 minutos, em nova cobrança de escanteio. Desta vez, Dudu bateu da esquerda, Deyverson raspou de cabeça na primeira trave e Ricardo Goulart apareceu sem marcação no segundo pau, tendo apenas o trabalho de conferir para o gol. Quarto gol do camisa 11, que já é o artilheiro alviverde no ano.
Novorizontino tenta reagir, mas assusta pouco

Sem opção e perdendo por 2 a 0, o Novorizontino tentou reagir. O técnico Roberto Fonseca mudou o desenho da equipe, adiantando Danielzinho para jogar ao lado de Murilo na frente, e soltou mais a equipe. Mas o Palmeiras continuou tranquilo no jogo, dominando o ritmo e mantendo bem a posse de bola. A melhor chance do time do interior no primeiro tempo foi uma cabeçada de Adilson Goiano, bem defendida por Prass.
Surpresa, Deyverson quase faz o terceiro

Deyverson estava com uma lesão na coxa e havia recebido uma previsão inicial de duas a três semanas fora, mas apenas sete dias depois já voltou a ficar à disposição e saiu jogando surpreendentemente contra o Novorizontino. O centroavante teve boa movimentação, deu a assistência para o gol de Goularte ainda perdeu uma ótima chance de fazer o terceiro ao chutar para fora uma sobra na área.
Palmeiras faz 3 a 0 com pênalti marcado por VAR

Depois de toda a polêmica envolvendo o gol marcado pelo Novorizontino no jogo de ida, desta vez o árbitro de vídeo favoreceu o Palmeiras logo no começo do segundo tempo. Após rever o lance na tela, o juiz Vinícius Gonçalves Dias Araújo marcou um toque de mão do zagueiro Everton Sena dentro da área após cruzamento de Dudu. Gustavo Scarpa bateu o pênalti com força, no alto, para marcar o terceiro do Verdão.
Dudu aumenta a conta em mais um pênalti

Aos 15 minutos, mais um pênalti foi marcado para o Palmeiras. Scarpa deixou de calcanhar para Deyverson, que adiantou a bola e foi derrubado dentro da área. Dudu assumiu a cobrança desta vez e bateu com tranquilidade, deslocando o goleiro. 4 a 0.
Scarpa faz o quinto no fim

Já aos 31 minutos, após várias trocas dos dois lados, Gustavo Scarpa fez seu segundo gol no jogo. Após batida de lateral na área, Arthur Cabral desviou de cabeça, Bruno Henrique ajeitou e Scarpa pegou de primeira, acertando o canto com um chute firme de perna esquerda para fazer o quinto gol do Palmeiras.

Foto: Marcello Zambrana/AGIF (via UOL)

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    61
  • 2 Pal
    53
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    44
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa