Certame dos monopostos elétricos tem corrida em Roma marcada para o começo de abril. Foto: ABB Formula E/Reprodução

Certame dos monopostos elétricos tem corrida em Roma marcada para o começo de abril. Foto: ABB Formula E/Reprodução

O avanço do novo coronavírus (covid-19) deve provocar um forte impacto na continuidade do campeonato da Fórmula E, certame de monopostos elétricos que está em curso e teve sua última etapa realizada no último sábado (29) no circuito de Marrakech, no Marrocos.

O campeonato da categoria é bianual, tendo começado em 2019 na Arábia Saudita (etapa em rodada dupla), e a próxima etapa, que seia no dia 21 de março na China, foi cancelada.

Assim, a corrida de Roma, em tese, ficou sendo a futura etapa (04 de abril), mas com os inúmeros casos de covid-19 na Itália, a chance de cancelamento é muito grande, apesar da maioria dos casos terem sido registrandos no norte do país. Roma está no centro da "Velha Bota".

Depois da etapa de Roma, as demais etapa também correm risco caso a doença siga avançando, no caso, Paris (18 de abril), Coreia do Sul (03 de maio), Indonésia (06 de junho), Alemanha (21 de junho), Nova Iorque (11 de julho) e Londres (25 e 26 de julho).

TEMPORADA EQUILIBRADA

Esportivamente falando, o campeonato da Fórmula E está muito equilibrado, com cinco vencedores diferentes em cinco corridas disputadas. O português António Félix da Costa, vencedor da prova realizada no último sábado em Marrakech soma 67 pontos. O neozelandês Mitch Evans, que estava na liderança, caiu para o segundo posto, com 56.



   

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

                                                                                                 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa