O Campeonato Brasileiro de 2014 começa neste sábado. Além do desfile de jogadores e duelo entre 20 clubes pelo sonhado título, outro fator promete marcar a edição

O Campeonato Brasileiro de 2014 começa neste sábado. Além do desfile de jogadores e duelo entre 20 clubes pelo sonhado título, outro fator promete marcar a edição

Vinicius Castro
Do UOL, no Rio de Janeiro

O Campeonato Brasileiro de 2014 começa neste sábado. Além do desfile de jogadores e duelo entre 20 clubes pelo sonhado título, outro fator promete marcar a edição. Trata-se da primeira ocasião em que as 12 novas arenas construídas para a Copa do Mundo serão utilizadas ao longo das 38 rodadas do torneio.

O fator aumenta a disputa extracampo entre os grandes clubes interessados em excursionar pelo país e aumentar as receitas na temporada. Como o padrão do futebol nacional tem sido modificado com o advento dos modernos estádios, as agremiações montaram projetos para explorar a imagem e aproveitar as novidades.

Algo semelhante ocorreu em 2013. Porém, apenas Maracanã, Fonte Nova, Mané Garrincha, Castelão, Arena Pernambuco e Mineirão acabaram utilizados. Estes seis estádios foram os primeiros entregues à Fifa e sediaram a Copa das Confederações.

Em 2014, mais seis praças entram na lista. São elas: Arena Pantanal (Cuiabá), Arena Amazônia (Manaus), Arena da Baixada (Curitiba), Arena das Dunas (Natal) e Itaquerão (São Paulo).

Brasília, Manaus, Cuiabá, Fortaleza e Natal atraem grandes clubes por conta da propagação de suas torcidas e possibilidade de lucrar com ingressos e vendas de programas de sócios-torcedores. Como o valor de comercialização dos bilhetes aumentou em razão das arenas disponibilizarem estrutura até então pouco conhecida do grande público, a estratégia das agremiações para ganhar dinheiro está voltada na divulgação e ações de marketing.

O Flamengo deve comandar o processo itinerante por conta de o Corinthians possuir o seu novo estádio. O clube da Gávea pode realizar até dez jogos fora do Rio de Janeiro de acordo com o contrato junto ao Consórcio Maracanã S.A.

O Rubro-negro vai mandar seis partidas longe de casa na competição nacional. Duas serão disputadas em Brasília. Manaus, Natal, Cuiabá e Fortaleza também receberão os cariocas. No caso do Flamengo, a estimativa da diretoria é a de arrecadar até R$ 7 milhões ao fim da maratona.

Fluminense, Botafogo, Palmeiras, São Paulo e Santos também podem atuar fora de seus estados em busca de reforçar os cofres. Mas se a questão financeira empolga, o fator casa impõe restrições e estudos sobre os duelos, já que a queda de rendimento longe dos domínios aumenta o temor com a zona de rebaixamento.

Foto: UOL

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa