Treinador português fez parte da comissão técnica de Scolari na Copa de 2006. Foto: Divulgação

Treinador português fez parte da comissão técnica de Scolari na Copa de 2006. Foto: Divulgação

O Flamengo finalmente avançou para ter um novo treinador. E como era desejo de diretoria e torcida, será português: Paulo Sousa.

Pouco conhecido no Brasil, o técnico trabalha atualmente na seleção da Polônia, mas já carrega uma grande bagagem em sua carreira.

O português foi jogador e defendeu clubes como Benfica, Sporting, Juventus,  Borussia Dortmund, Inter de Milão, Parma, Panathinaikos e Espanyol. Em 2005 iniciou a trajetória como treinador comandando as seleções de base de Portugal, até que foi promovido a auxiliar de Luiz Felipe Scolari, do Felipão, que comandou a seleção portuguesa na Copa do Muno de 2006, na Alemanha.

Seu primeiro time profissional como treinador foi o Queens Park Rangers, na época na 2ª divisão da Inglaterra. Tempos depois passou por o Swansea e o Leicester, ainda na terra da rainha. Passou ainda por Videoton, da Hungria (atualmente chamado Fehérvár), Maccabi Tel Aviv, de Israel, e Fiorentina. Depois de trabalhar no clube italiano, foi contratado pelo Tianjin Quanjian, da China, onde ficou cerca de um ano, antes de acertar com o Bordeaux, da França.

O clube francês foi sua última equipe antes de assumir o comando da seleção polonesa, onde conseguiu vaga na repescagem das eliminatórias da Copa de 2022.

Paulo Sousa tem 51 anos e um perfil mais discreto do que treinadores conterrâneos, como José Mourinho , Jorge Jesus ou André Villas Boas.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa