Com o resultado, o Atlético foi aos 19 pontos, ultrapassou o Internacional e sobiu para o quarto lugar

Com o resultado, o Atlético foi aos 19 pontos, ultrapassou o Internacional e sobiu para o quarto lugar

Do UOL, em Belo Horizonte

No apagar das luzes, o Atlético-MG virou a partida contra a Chapecoense e venceu por 2 a 1 na Arena Condá, fechando os jogos de hoje pelo Brasileirão. O time da casa abriu o placar com um gol relâmpago aos 20 segundos. Melhor durante quase todo o jogo, o Galo reagiu no segundo tempo com Iago Maidana. Antes disso, Ricardo Oliveira teve a chance de marcar, mas teve seu pênalti defendido pelo goleiro Tiepo. Mas aos 54 minutos do segundo tempo, Vinícius invadiu a área e virou a partida para o Galo.

Com o resultado, o Atlético foi aos 19 pontos, ultrapassou o Internacional e sobe para o quarto lugar. Já a Chapecoense permanece com oito e segue na zona de rebaixamento, no 18º lugar.

Quem foi bem: Maidana mostra segurança na zaga e oportunismo no ataque
Seguro na defesa, o zagueiro Maidana foi um dos bons nomes do Atlético em campo. Além de uma bola no travessão, ele levou perigo em outros lances pelo alto quando subiu ao ataque. No gol de empate, Maidana estava dentro da área para completar o cruzamento de Maicon Bolt e iniciar a reação atleticana.

Quem foi mal: Guga erra muito e sofre na marcação
A Chapecoense não agrediu tanto o Atlético, mas sempre que fez, buscou as jogadas pelos lados. Guga sofreu demais com as breves descidas do adversário, e ainda contribuiu com falhas defensivas bobas. No ataque, foi mal quando subiu, principalmente nos cruzamentos.

Chape marca aos 20 segundos e se fecha logo em seguida
O melhor momento da Chapecoense veio no primeiro ataque, com o oportunismo do artilheiro Everaldo, tocando de cabeça e tirando do goleiro Cleiton. Após o gol relâmpago, o time da casa se fechou em campo. Inferior tecnicamente, ficou pouco com a bola, passou a ser dominada pelo Galo e priorizou a marcação. Limitada, a equipe catarinense apresentou muitos problemas na hora de tentar algo a mais e só se arriscou ao ataque pouco antes do intervalo.

Atlético toma conta da partida, mas tem pouco repertório
Com o gol cedo, o Galo passou a ter que lidar com a forte retranca da Chape. Com mais bola, o Atlético criou mais e levou perigo em mais de uma vez, mas pecou em alguns pontos. Um deles foi a ligação direta em excesso, além das várias tentativas de chegar ao gol pelo meio, sem abrir o jogo para as laterais. Na região central, Otero, Vinícius e Geuvânio se embolaram algumas vezes, tornando confusas algumas ações da equipe.

Juiz precisa do VAR para marcar pênalti, e Ricardo Oliveira perde a cobrança
O Atlético teve um pênalti a seu favor aos 22 minutos, quando a finalização de Maicon Bolt explodiu no braço de Douglas. O árbitro Marcelo Ribeiro de Souza preferiu aguardar a revisão do VAR até anular o escanteio e marcar a penalidade. Após muita demora, Ricardo Oliveira foi para a batida quase cinco minutos depois, mas cobrou mal e viu o goleiro Tiepo fazer a defesa.

Maidana comanda blitz alvinegra com bola na trave e gol
No segundo tempo, o Atlético conseguiu melhorar consideravelmente suas ações. Em poucos minutos, Maidana carimbou o travessão da Chape. Nem mesmo o pênalti desperdiçado por Ricardo Oliveira diminuiu o ímpeto do Galo. Dono das bolas paradas, Otero exigiu de Tiepo um rebote dentro da área que foi o suficiente para Maicon Bolt encontrar Maidana dentro da área. O zagueiro só completou para o gol e deixou tudo igual.

Jogo termina com novo pedido de pênalti, 10 minutos de acréscimos e virada alvinegra
Aos 42 minutos, Everaldo chutou dentro da área, a bola bate na perna de Leonardo Silva e depois no braço. Com muita reclamação dos donos da casa, o árbitro aguardou o lance ser analisado e mandou o jogo seguir. Antes de recomeçar a partida, o juiz preferiu conferir pessoalmente o lance na cabine do VAR. Só então, recomeçou a partida. Nos dez minutos de acréscimos, o Atlético ainda encontrou forças para virar a partida com Vinícius, invadindo a área e finalizando para o gol com muita categoria. 2 a 1 placar final.

Foto: Site oficial

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    58
  • 2 Pal
    50
  • 3 San
    48
  • 4 Cor
    43
  • 5 São
    43
  • Veja tabela completa