Se em São Paulo está quente, o Ceará ferve, frita e esquenta, mas também abraça e emociona o rodado visitante

Se em São Paulo está quente, o Ceará ferve, frita e esquenta, mas também abraça e emociona o rodado visitante

Escrevo de Fortaleza-CE.

Estou aqui para inaugurar o novo “CT Cidade Vozão Luis Campos” do Ceará Sporting Club.

Se em São Paulo está quente, o Ceará ferve, frita e esquenta, mas também abraça e emociona o rodado visitante.

E a temperatura sobe mais ainda com a presença de minha acompanhante, a estonteante panicat Renata Molinaro, do Pânico na Band.

Sua beleza, doçura, simpatia e abundância deixaram à deriva até jangadas e jangadeiros de um mar azul e verde sem igual.

Como também não há nada igual ou paralelo, na história do futebol do mundo, algo tão enrolado quanto o imbróglio protagonizado pelo quarteto Neymar pai, Barça, LAOR e Santos, envolvidos até a medula na ida de nosso Pelezinho para a Catalunha.

Neymar filho já se declara de saco cheio.

Sim, mas seu pai é que está de bolso cheio, o Santos de cofres vazios, LAOR com a cara no chão e a Justiça espanhola com a faca entre os dentes.

Justiça espanhola que terá na marra os “ trocentos” contratos do pai de Neymar que amarraram a transferência caríssima, perante os cofres do Barça, mas que pode ser chamada de “doação”, pelo que acabou chegando na Vila Belmiro.

Por enquanto.

E o resto?

Doril é que não tomou!

Certo, sumido e assustado Sandro Rosell?

No frigir dos ovos, se é que aconteceu mesmo, não terá valido a pena ter “emagrecido” tanto o valor real da transferência só para diminuir o que a sócia DIS tinha e tem a receber, proporcional aos 40% dos direitos econômicos do jogador-jóia.

DIS que era vista como um carrapato e deram um tiro nele à queima-roupa.

Só que o carrapato estava na barriga da vaca e a vaca morreu também.

Nome da vaca?

Santos Futebol Clube, hoje sem tetas e sem leite para os bezerrinhos mamarem.

Tanto que arrumaram até um boizão, Damião, com dinheiro alheio, ficando o clube só com a condição de hospedeiro.

Humilhante.

E o “medium-comum” Alan Kardec vai ou não vai mesmo dormir uns dias com Felipão?

Acho que vai, porque não tem mais ninguém.

Preocupante.

Como preocupantes estão e são São Paulo e Corinthians.

Muricy anda "comunzinho", o time é nota 4.87, Juvenal está no final, Gobbi não emplacou, Mano é fraco e o Timão 4.77 anda bem Lusa, a abandonada.

Só o promotor santista Roberto Senise Lisboa está do lado dela.

E não é que o Palmeiras deu uma sacudida e hoje é o melhorzinho de São Paulo?

Menos mal para o gigante alviverde que tanto apequenaram nos últimos anos e que hoje chora a morte de Mário Travaglini, um lorde também do Corinthians, do Fluminense, do Vasco, da seleção,do Ypiranga e do Nacional.

E isso não é para brincar carnaval, mas para chorar doloridas lágrimas de sal.

Só que Sócrates, que faria 60 anos na quarta-feira, recebeu na quinta o bom careca na porta do céu com uma cerveja gelada na mão, como todos os cearenses aqui tanto gostam.

E obrigado por ter sido meu comentarista na TV Jovem Pan UHF, canal 16, em 90 e 91, viu, Seo Mário?

Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa