A torcida corintiana tem realmente um comportamento peculiar.Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

A torcida corintiana tem realmente um comportamento peculiar.Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Não é raro encontrar por aí entrevistas de jogadores que citam o Corinthians como a equipe mais difícil de se visitar. O motivo? Acontece que, quando o Timão leva gol, a torcida não se abala. Empurra como se o tento fosse do Alvinegro. E ainda por cima não vaia ou irrita o time durante os 90 minutos de bola rolando.  

Por mais que tal teoria não seja 100% verdadeira (já vi muito corneteiro e ouvi muita vaia no Pacaembu e na Neo Química Arena), a torcida corintiana tem realmente um comportamento peculiar. Diferentemente das demais, costuma cantar mais alto quando o time está perdendo do que quando está ganhando. 

Bem, e isso tudo é louvável, claro. Mas, pergunta sincera: de que adianta dar todo esse apoio ao jogador durante o jogo e, no dia seguinte, “tocar o terror” no CT ou ameaçar os atletas pelas redes sociais? É óbvio que isso vai pesar na cabeça do elenco muito mais do que uma vaia após um gol tomado em uma partida qualquer. 

Ou seja, é melhor a Fiel reavaliar o seu comportamento. Se for para apoiar, que isso aconteça também nos bastidores, nas redes sociais ou no CT do clube. E se for para vaiar, que seja durante as partidas, quando os jogadores estão dando suas caras a tapa. 

É claro que o comportamento de uma dúzia não corresponde ao que pensam milhões de torcedores. Mas, convenhamos, esse tipo de situação acontece com mais frequência do que deveria no Parque São Jorge. 

 

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa