Com a saída de Zidane, Real Madrid é um dos gigantes europeus que ainda não têm treinador para a próxima temporada. Foto: Facebook/Reprodução

Com a saída de Zidane, Real Madrid é um dos gigantes europeus que ainda não têm treinador para a próxima temporada. Foto: Facebook/Reprodução

Com o final da temporada do futebol europeu, começa uma intensa movimentação no mercado da bola do Velho Continente. E quem tem protagonizado o noticiário nesse momento são os treinadores. Neste momento, ao menos seis gigantes europeus ainda não sabem quais serão seus treinadores na próxima temporada: Real Madrid, Barcelona, Juventus, Tottenham, Inter de Milão e PSG.

Nesta quinta-feira (27), o Real Madrid comunicou a saída do técnico Zinedine Zidane, que deixa o clube merengue por opção própria após temporada muito contestada. Livre no mercado, o treinador francês certamente passa a ser especulado em diversos outros clubes, que nesse momento buscam novos comandantes. Enquanto isso, os espanhóis correm atrás de um novo técnico.

Clubes como Tottenham, da Inglaterra, e Juventus, da Itália, ainda não têm técnicos para a próxima temporada. No caso dos ingleses, José Mourinho foi demitido no último mês de abril – o português ficou poucos dias desempregado, acertou com a Roma no dia 4 de maio, assumindo o lugar de Paulo Fonseca – e alguns nomes já foram especulados por lá: Nuno Espirito Santo, que deixou o Wolverhampton, Erik Tem Hag, do Ajax, Graham Potter, do Brighton e Roberto Martínez, da seleção belga, são alguns dos nomes veiculados.

Já a Juve não permanecerá com Andrea Pirlo. Multicampeão com a Velha Senhora, o italiano Massimiliano Allegri é o favorito para voltar ao clube. Ainda na Itália, a atual campeão Inter de Milão anunciou a saída de Antônio Conte do comando da equipe e é mais uma equipe em busca de um treinador, enquanto o técnico se coloca no mercado em busca de um novo clube.

Voltando para a Espanha, o holandês Ronald Koeman tem sido muito questionado no comando da Barcelona, e a sequência de seu trabalho no Camp Nou nesse momento é incerta. Treinador da seleção belga e também especulado no Tottenham, Roberto Martínez surgiu como um dos possíveis alvos da direção do Barça para assumir a equipe. Nesta quinta-feira (27), o jornal Mundo Deportivo, o presidente barcelonista, Joan Laporta, sonha com a volta de Pep Guardiola ao clube. O negócio com o atual treinador do Manchester City nesse momento, porém, é improvável.

A dança das cadeiras atingiu também o futebol alemão. Joachim Low e Hans Flick não ficarão na seleção alemã e no Bayern de Munique, respectivamente. Com isso, Flick foi escolhido para assumir a seleção nacional, enquanto o jovem Julian Nagelsmann, que estava no Red Bull Leipzig, acertou com o Bayern para substituir o treinador campeão europeu da temporada passada.

Já no Paris Saint-Germain, pode chegar ao fim de forma precoce a passagem de Maurício Pochettino. Segundo o jornal “La Gazzetta dello Sport”, o técnico argentino não tem boa relação com o diretor esportivo do PSG, Leonardo, e isso pode resultar na saída de Pochettino. Ao mesmo tempo, de acordo com informações da ESPN, o treinador deseja voltar ao Tottenham, clube que o demitiu em novembro de 2019.

Outros clubes menores também se colocam no mercado em busca de novos treinadores: o Napoli demitiu Gattuso, que se transferiu para a Fiorentina, e está sem comandante; o mesmo acontece com o Wolverhampton, que viu o português Nuno Espirito Santo pedir para deixar o clube; o Lyon, que tem como diretor o brasileiro Juninho Pernambucano, também está sem treinador após a saída de Rudi Garcia.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa