Atacante do Shakhtar foi alvo de atos racistas em partida pelo campeonato ucraniano. Foto: Shakhtar Donetsk/Divulgação

Atacante do Shakhtar foi alvo de atos racistas em partida pelo campeonato ucraniano. Foto: Shakhtar Donetsk/Divulgação

Depois de sofrer atos racistas durante jogo no campeonato ucraniano, o atacante Taison decidiu se manifestar. Por meio de publicação em suas redes sociais, o brasileiro do Shakhtar Donetsk destacou a importância de lutar contra o preconceito e pediu mais respeito dentro do futebol.

“Amo minha raça, luto pela cor, o que quer que eu faça é por nós, por amor... Jamais irei me calar diante de um ato tão desumano e desprezível! Minhas lágrimas foram de indignação, de repúdio e de impotência, impotência por não poder fazer nada naquele momento! Mas somos ensinados desde muito cedo a sermos fortes e a lutar! Lutar pelos nossos direitos e por igualdade! O meu papel é lutar, bater no peito, erguer a cabeça e seguir lutando sempre! Em uma sociedade racista, não basta não ser racista, precisamos ser antirracista! O futebol precisa de mais respeito, o mundo precisa de mais respeito! Obrigada a todos pelas mensagens de apoio! Seguimos a luta”, escreveu o atacante.

A publicação ganhou o apoio de outros astros do futebol mundial. Gabriel Jesus, Neymar, Bernard, Wellington Nem e Douglas Costa são alguns nomes que prestaram solidariedade ao jogador do Shakhtar.

“Infelizmente aí é um país muito atrasado quando se diz a esse respeito irmão, mas cabeça pra frente, nunca deixe de lutar e de fazer o que você sabe e muito bem, que é jogar futebol. Te amo”, escreveu Bernard nos comentários.

“Tamo junto mano. Ignorantes tem em todos os lugares. Fica firme e forte mano. Nos vemos em breve aqui em Manchester!!!”, escreveu o volante Fernadinho, do Manchester City.

“Tamo contigo, irmão”, escreveu Neymar.

Taison foi vítima de racismo na partida entre Shakhtar Donetsk e Dinamo Kiev pelo campeonato ucraniano neste domingo (10). Incomodado com os gritos e as imitações de macaco vindos da arquibancada, o brasileiro parou o jogo, chutou a bola na direção dos torcedores do Dínamo e mostrou o dedo do meio para os torcedores da equipe adversária. Após o desabafo, Taison foi expulso pelo árbitro da partida. O ex-jogador do Internacional deixou o campo chorando ao lado de Dentinho, também muito abatido.

 

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

“ Amo minha raça, luto pela cor, o que quer que eu faça é por nós, por amor... “ Jamais irei me calar diante de um ato tão desumano e desprezível ! Minhas lágrimas foram de indignação, de repúdio e de impotência, impotência por não poder fazer nada naquele momento ! Mas somos ensinados desde muito cedo a sermos fortes e a lutar ! Lutar pelos nossos direitos e por igualdade ! O meu papel é lutar , bater no peito , erguer a cabeça e seguir lutando sempre ! ????? Em uma sociedade racista, não basta não ser racista, precisamos ser antirracista ! O futebol precisa de mais respeito, o mundo precisa de mais respeito ! Obrigada a todos pelas mensagens de apoio ! Seguimos a luta ...????? Net rasizmu

Uma publicação compartilhada por Taison Barcellos Freda (@taisonfreda7) em

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    90
  • 2 San
    71
  • 3 Pal
    71
  • 4 Grê
    65
  • 5 Ath
    63
  • Veja tabela completa