Tite reconheceu momento ruim na seleção e elogiou o momento do Flamengo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Tite reconheceu momento ruim na seleção e elogiou o momento do Flamengo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O técnico Tite sabe a importância de iniciar um processo de renovação na seleção brasileira e pretende aproveitar os amistosos contra Argentina e Coreia, nos dias 15 e 19 de novembro para testar novas peças na equipe. Com algumas surpresas na convocação divulgada nesta sexta-feira (25), Tite destacou a importância de nomes como Rodrygo e Douglas Luiz na lista.

“É um momento de preparação, os jogos são de preparação. E necessitar essas convocações de atletas jovens. Douglas Luiz era um atleta que eu acompanhava na época do Vasco. Venho acompanhado uma série de atletas, como Emerson. É momento de dar oportunidade a jovens”, disse o treinador.

“Oportunidades para atletas jovens que estão fora do país e que eu estava acompanhando quando estavam aqui. O Douglas Luiz é um exemplo. Quantas vezes eu falei do Rodrygo? Tem um acompanhamento e um monitoramento importante. Oportuniza eles. Essa ligação e esse ajuste que faz entre eu e o Jardine é importante e verdadeiro, os clubes estão sentindo em relação a isso. Você vem e vai criando esse peso, Militão, Paquetá... Eles começam a botar pressão e brigar por titularidade”, destacou.

O treinador da seleção ainda ressaltou o bom momento do Flamengo, líder do Brasileirão e finalista da Libertadores. Tite parabenizou o Mengão e afirmou que não recebeu nenhum pedido para que não convocasse nenhum atleta do rubro negro carioca.

“A oportunidade que tu me dá de parabenizar o Flamengo pela grande campanha e bom futebol. Parabenizar o Jorge Jesus pelo trabalho que vem desenvolvendo. É difícil vir de outro país e desempenhar assim. É um momento mágico, a gente vai à rua e ao estádio, vê como o Maracanã ferve. Merece sim, tem reconhecimento, meus parabéns, e curtam, é um momento especial e bonito. Não dá para comparar etapas, senão fica uma situação um pouco... A gente vai fazer uma entrevista coletiva em que as respostas são mais superficiais. Quanto tempo a seleção tem, o que ela busca, são situações diferentes”, disse.

“Te dou minha palavra que não chegou a mim absolutamente nada do Flamengo. Caboclo não me passou água, não me disse nada”, afirmou Tite.

Tite ainda reconheceu o momento ruim da seleção, que não vence há quatro jogos, e mostrou-se insatisfeito com o nível de amistosos da seleção.

“Existe o mundo real e o ideal. No ideal, gostaria de jogar de novo contra a Bélgica, Alemanha... Mas, se eles não querem, vamos fazer o quê? Não tem. Vamos de novo para um clássico importante. Dos estádios, eu conheço o gramado dos Emirados, vai ter as melhores condições para jogar”, disse.

“Não fiquei satisfeito com desempenho e resultado. Mas tem etapas de construção. Três competições foram oficiais e em três teve necessidade de resultado e desempenho”, comentou o comandante.

“Não fiquei satisfeito com desempenho e resultado. Mas tem etapas de construção. Três competições foram oficiais e em três teve necessidade de resultado e desempenho. Na primeira formatamos a equipe e nos classificamos em primeiro. Na Copa do Mundo, quartas de final, saímos para a Bélgica. Na Copa América, título. Agora, uma nova etapa de preparação para as Eliminatórias”, finalizou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    77
  • 2 Pal
    67
  • 3 San
    64
  • 4 Grê
    56
  • 5 São
    52
  • Veja tabela completa