Técnico do Timão destacou que a equipe pode reverter a vantagem do Guaraní. Foto: Divulgação

Técnico do Timão destacou que a equipe pode reverter a vantagem do Guaraní. Foto: Divulgação

O técnico Tiago Nunes confia no poder corintiano para buscar a classificação na Libertadores. Em coletiva após a derrota por 1 a 0 para o Guaraní-PAR, o treinador do Timão destacou que sua equipe está viva na competição.

“É um jogo de 180 minutos. Vai terminar em São Paulo. Temos que buscar fazer todo o esforço possível para reverter”, afirmou Tiago que analisou a partida.

“A avaliação pode ser vista de diversos ângulos. Se pensarmos no volume de jogo que tivemos, com as chances criadas, foi ruim. Mas, ao mesmo tempo, tivemos um controle de jogo muito grande. Tivemos seis chances de gol. Aí passa no aproveitamento, ter um aproveitamento melhor neste controle de jogo. Mas existem várias maneiras de ganhar. A equipe do Guaraní teve muito mérito, foi competitiva, fez um gol cedo que acabou tirando nosso foco por alguns minutos”, comentou.

O treinador do Timão destacou que esperava a pressão inicial dos paraguaios e estava atento às jogadas de bola parada, justamente como saiu o gol do adversário, e destacou que faltou agressividade de sua equipe no início da partida.

“Nós acompanhamos todos os jogos do Guaraní, sabíamos que eles iriam pressionar desde o começo. O que fugiu do controle foi o gol de bola parada, que acabamos treinando ontem. Uma segunda bola mexida ali e lançada para a nossa área. Após o gol, o Guaraní recuou, controlamos o jogo. Faltou agressividade próximo ao gol. Mas não fomos surpreendidos, sabíamos que iam fazer um início forte”, explicou.

Questionado sobre o retorno do meia Pedrinho, que estará à disposição para o jogo de volta contra o Guaraní, na próximo quarta-feira (12), em Itaquera, o Tiago Nunes não garantiu o camisa 10 como titular.

“Até o momento não pensei no Pedrinho pelo fato de ele estar servindo à seleção brasileira. Ele vai ter que ter uma adaptação a nossas ideias de jogo, temos que entender onde ele mais pode atuar. Ele vai ter que merecer jogar, ninguém tem cadeira cativa. Na minha humilde opinião, o atleta tem que merecer. Para merecer, o atleta tem que mostrar no dia a dia. Se trata de um grande jogador, de muita qualidade, mas ele tem que competir com os companheiros para merecer essa vaga na equipe”, afirmou.

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Int
    12
  • 2 Vas
    10
  • 3 Atl
    9
  • 4 São
    10
  • 5 Pal
    8
  • Veja tabela completa