Abel Ferreira, técnico do Palmeiras. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras. Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Até alguns dias atrás, as projeções sobre a fase final do Paulista vinham sendo feitas ignorando a possível presença do Palmeiras no mata-mata. Uma desconfiança para lá de justificável, já que o Verdão chegou a ficar seis pontos atrás do Novorizontino na classificação do Grupo C, restando apenas três jogos para o final da primeira fase. 

Por isso, quando se perguntava por aí, para especialistas e torcedores, qual o favorito para o título paulista, o São Paulo era o escolhido quase que de forma unânime. Afinal, com o Corinthians patinando e com o Santos fora da disputa, o Tricolor, teoricamente, teria que medir forças na fase final com o Red Bull Bragantino, que desde o Brasileirão passado tem impressionado com um futebol envolvente e eficiente implementado pelo técnico Maurício Barbieri.  

Mas e agora, com o Palmeiras, contando com grande ajuda do Corinthians, milagrosamente classificado, o São Paulo pode ser ainda apontado como o favorito para o título do Campeonato Paulista? Para mim, sim. Mas depende também da coerência de Abel Ferreira. 

Se o técnico palestrino mantiver a sua narrativa de que o Estadual é “laboratório”, escalando reservas mesmo no mata-mata, o São Paulo de 2021 ainda será a equipe mais preparada para levar a taça do Campeonato Paulista. 

Mas se Abel não for coerente e escalar força máxima em um possível confronto com o São Paulo, aí a situação muda drasticamente. Com time completo, se tivéssemos, por exemplo, 10 jogos envolvendo as duas equipes, o Palmeiras venceria oito vezes, creio. 

O meu palpite é que o orgulhoso e teimoso Abel preferirá perder sendo coerente do que levar o título contradizendo a sua narrativa. 

 

 

 

 

 

 

 

Você também vai gostar

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Bah
    0
  • 2 Atl
    0
  • 3 Cor
    0
  • 4 Spo
    0
  • 5 Red
    0
  • Veja tabela completa